Home  >  Sem Categoria

Microsoft está em conversas com chinesa Bytedance para adquirir Tiktok

Anúncio aconteceu após presidente Donald Trump ameaçar o bloqueio do aplicativo de vídeo em todo o território americano

Da Redação

03/08/2020 às 10h11

Foto: Shutterstock

O final de semana foi agitado para a Bytedance, companhia chinesa que possui, dentre outras marcas, o aplicativo TikTok, sucesso entre os jovens por conta de seu recurso de edição de vídeos. Na última sexta-feira (31), o presidente americano Donald Trump anunciou que assinaria no sábado (1) uma ordem para interromper o uso do serviço em todo o território dos Estados Unidos, sob a alegação de que o aplicativo não respeitava a privacidade dos usuários do país. 

A medida só foi interrompida após a Microsoft, por meio do seu CEO Satya Nadella, informar ao político de que a empresa está em conversas com a gestora do aplicativo para comprá-lo e que esse bloqueio poderia prejudicar a negociação. 

Em anúncio, a empresa de Redmond informou que está discutindo os termos de aquisição do Tiktok e que deve ter uma resposta sobre a compra até, no máximo, 15 de setembro. "Durante esse processo, a Microsoft espera continuar o diálogo com o governo dos Estados Unidos, inclusive com o presidente". 

Caso a proposta seja aprovada, a Microsoft teria o controle da operação do aplicativo apenas nos Estados Unidos, Canadá, Austrália e Nova Zelândia, transportando para os seus data centers toda a base de dados dos usuários e, assim, eliminando um dos principais motivos apresentados pelo presidente Trump para impedir o funcionamento do app. 

 A empresa avisou que só se pronunciará novamente sobre a negociação quando ela chegar ao fim, seja o retorno positivo ou negativo.