Home  >  Segurança

Acer é alvo de suposto ataque de ransomware; hackers exigem US$ 50 milhões

Valor exigido para o resgate é o mais alto já registrado em um ataque do tipo

Redação

22/03/2021 às 10h15

Laptop com o logo da acer
Foto: Adobe Stock

Legenda: Adobe Stock

A fabricante taiwanesa de eletrônicos Acer foi vítima de um possível ataque de ransomware, reportou o Bleeping Computer na última sexta-feira (19). Segundo a publicação, hackers responsáveis pelo ação exigem US$ 50 milhões pelo resgate. O valor é o mais alto já registrado em um golpe do tipo.

O grupo REvil é apontado como o responsável pelo ataque. Durante o final de semana, o grupo revelou imagens do que seriam arquivos sigilosos da empresa, incluindo prints de contas bancárias de supostos membros da companhia, para comprovar a veracidade da ação.

Leia também: Casa conectada em perigo: conheça o ‘ransomware das coisas’

Ainda segundo a publicação, os hackers já estariam em contato com a empresas desde o dia 14 de março. A companhia teria até 28 de março para pagar o resgate. O acesso às redes da Acer para o ataque ransomware teria sido obtido através de uma vulnerabilidade no Microsoft Exchange.

Em nota enviada ao The Verge, a Acer não deixou se foi, de fato, alvo de um ataque, mas ressaltou que monitora sistemas de TI "rotineiramente" e que reporta situações anormais para as autoridades sempre que necessário.

“A Acer monitora rotineiramente seus sistemas de TI, e a maioria dos ataques cibernéticos está bem defendida. Companhias como nós estão constantemente sob ataque e relatamos situações anormais recentes observadas às autoridades legais e de proteção de dados relevantes em vários países", apontou a organização na nota.

(Com informações de Bleeping Computer e The Verge)