Fazer login no IT Mídia Redefinir senha
Bem-vindo de volta,
Digite seu e-mail e clique em enviar
Ainda não tem uma conta? Cadastre-se
Salvar em Nova pasta de favoritos

+

Criar pasta
Últimos favoritos Ver todos
Home  >  Plataformas

Microsoft prepara acesso remoto multiusuários para Windows 10 Enterprise

Ferramenta poderá permitir até 10 conexões simultâneas

Gregg Keizer – Computerworld EUA

10/08/2018 às 16h24

Windows 10
Foto: Shutterstock

Rumores apontam que a Microsoft pode estar perto de oferecer acesso remoto multi-sessão a desktops no Windows 10 Enterprise, como alternativa e complemento do Windows Server. A aparição do “Windows 10 Enterprise for Remote Sessions” como uma opção de instalação foi notada por Tero Alhonen, da Svenska Handelsbanken AB.

A nova opção de instalação SKU (stock-selling unit) foi vista em um recente preview para a próxima atualização do Windows 10, apelidada de 1809 na nomenclatura usual da Microsoft.

Atualmente, o Windows 10 Enterprise (assim como o Windows 10 Pro) permite apenas uma conexão de sessão remota. Mas o novo SKU poderá lidar com até 10 conexões simultâneas.

Hoje, o RDS (Remote Desktop Services - Serviços de Área de Trabalho Remota) com várias sessões é um recurso exclusivo do Windows Server, que permite que os usuários executem aplicativos hospedados em servidores, independentemente de os servidores serem locais ou baseados em nuvem.

"Há uma tonelada de perguntas não respondidas", disse Wes Miller, analista da Directions on Microsoft. Ele espera que algumas respostas sejam reveladas no Microsoft Ignite, conferência da empresa para profissionais de TI que está marcada para os dias 24 e 28 de setembro, ou com o lançamento do Windows 10 1809.

Mas a ferramenta não deverá rodar em hardware na área de trabalho de um usuário. Em vez disso, segundo Miller, o SKU deve ser visto como uma infraestrutura de back end instalada em farms de servidores nas máquinas virtuais que preenchem esses sistemas.

Entretanto, se o Windows Server é um destino para sessões remotas acessando aplicativos ou desktops, por que a Microsoft diluiria o mercado com o Windows 10 Enterprise SKU? Para Miller, por causa das diferentes cadências de lançamento das duas linhas do Windows.

"Desde que o Windows 10 chegou, a Microsoft enfrentou um desafio de cadência semestral. O problema é que o Windows Server [com uma interface gráfica do usuário para desktop] está sendo apenas um canal de manutenção de longo prazo”, diz ele.

Novos recursos, principalmente avanços em segurança, são entregues no Windows 10 Enterprise duas vezes por ano. Enquanto isso, o Windows Server tem um Canal Semestral, ou SAC, que emite atualizações de recursos duas vezes por ano.

O problema é que os SACs do Windows Server são projetados como hosts de container e não possuem uma interface gráfica de usuário (GUI) estilo desktop. A única instância do Windows Server que oferece uma GUI de desktop é o LTSC (Long-Term Servicing Channel), um recurso estático ​​durante seus 10 anos de suporte.

O Windows 10 Enterprise Remote Sessions parece ser um híbrido entre os serviços de terminal e a VDI (Virtual Desktop Infrastructure). Miller também acha que há a chance de substituir o Windows Server como o SKU relacionado a serviços de área de trabalho remota.

Deixe uma resposta

Este anúncio desaparecerá em:

Fechar anúncio

15