Fazer login no IT Mídia Redefinir senha
Bem-vindo de volta,
Digite seu e-mail e clique em enviar
Ainda não tem uma conta? Cadastre-se
Salvar em Nova pasta de favoritos

+

Criar pasta
Últimos favoritos Ver todos
Home  >  Plataformas

Busca por ambientes híbridos aquece mercado de soluções em nuvem

Popularização do uso de mais de uma nuvem tem levado à busca e desenvolvimento de soluções específicas

Da Redação

08/10/2021 às 19h23

Foto: Shutterstock

Um estudo divulgado em 2018 pelo Forrester Research indicava que, até 2021, 93% das empresas pesquisadas estariam desenvolvendo workloads por meio de uma ou mais nuvens. A previsão foi acertada e hoje o que se vê é um número cada vez maior de empresas dando um passo à frente: adotando um modelo de nuvem híbrida em relação às estratégias multicloud já existentes.

Para que isso ocorra com eficiência, e atendendo às demandas de redução de custos, muitos fornecedores estão, já há algum tempo desenvolvendo soluções que permitam aos recursos de nuvem pública, privada e de borda trabalharem juntos. Mais que isso, essas soluções têm ajudado as empresas a organizar a gestão e os custos envolvidos o trabalho com várias nuvens.

De acordo com o especialista em soluções SUSE da Dell Technologies, Vinícius Assis, a migração para um modelo de nuvem híbrida exige que as empresas encontrem uma solução que possa integrar, otimizar e orquestrar todos os elementos desta arquitetura. Ele lembra que, à medida que as empresas migraram para a nuvem na última década, elas acabaram usando várias nuvens, públicas e privadas.

“As nuvens públicas oferecem variedade de recursos e serviços, capacidade elástica e economia. Por outro lado, as nuvens privadas se destacam em situações em que a baixa latência é essencial ou em que as normas de soberania de dados exigem requisitos de localização específicos”, afirma, lembrando que, para garantir a portabilidade perfeita e o uso coeso de recursos, as organizações precisam de uma plataforma de nuvem que possa oferecer consistência em todos os ambientes, fornecendo um conjunto comum de ferramentas para o gerenciamento de políticas, segurança, conformidade e otimização.

No caso da Dell, esse conjunto está presente no Dell Technologies Cloud, uma suíte de soluções que combinam o conhecimento especializado da companhia para oferecer um gerenciamento consistente em nuvens públicas, privadas e locais de borda. Essa solução de nuvem híbrida inclui hardware e software eficientes com suporte de serviços profissionais e financeiros que ajudam as empresas a reduzir a complexidade do modelo de nuvem híbrida e da arquitetura multicloud.

Kubernetes e contêineres

Outra tecnologia que vem ganhando força com o uso de múltiplas nuvens é o uso de contêineres, que garantem uma maneira consistente de unir componentes de aplicativos e suas dependências em um único elemento que pode ser executado em qualquer ambiente. Ao unir o código e suas dependências em contêineres, uma equipe de desenvolvimento pode usar unidades padronizadas de código como blocos de construção consistentes. O contêiner será executado da mesma maneira em qualquer ambiente e pode ser iniciado e finalizado rapidamente, permitindo que os aplicativos sejam dimensionados para qualquer tamanho.

Na verdade, as equipes de desenvolvimento estão usando contêineres para unir aplicativos inteiros e movê-los para a nuvem sem a necessidade de fazer alterações no código. Além disso, os contêineres facilitam a construção de fluxos de trabalho para aplicativos executados entre ambientes locais e em nuvem, permitindo uma operação tranquila de quase todo ambiente híbrido.

O problema é que, à medida que mais contêineres são implantados nas empresas e na nuvem, as equipes de operações precisam encontrar uma maneira de controlá-los. E, nesse sentido, surge o Kubernetes, uma plataforma de orquestração de contêiner de código aberto que permite que grandes quantidades de contêineres trabalhem juntos em harmonia e reduz a sobrecarga operacional.

O Kubernetes foi originalmente desenvolvido pelo Google e agora é gerenciado pela Cloud Native Computing Foundation (CNCF). Hoje ele é o padrão para orquestração de contêiner em nuvem, fornecendo uma plataforma para automatizar a implantação, para escalonamento e operações de contêineres de aplicativos em vários clusters de hosts. Também aqui há desafios em relação ao gerenciamento.

A resposta da SUSE é a plataforma Rancher, focada em empresas que estão utilizando clusters do Kubernetes para acelerar seus processos de transformação digital. A plataforma permite unificar estes clusters, garantindo operações consistentes, gerenciamento de carga de trabalho e segurança, do núcleo da nuvem até a borda.

Breakouts: “Já pensou em sua estratégia de nuvem híbrida?”

A adoção dos ambientes multicloud também traz desafios, principalmente quando se fala no gerenciamento e na entrega de aplicações. Para se deslocar com êxito para este novo modelo, as organizações devem encontrar uma solução que possa integrar, otimizar e orquestrar todos os elementos individuais dentro de uma arquitetura de nuvem híbrida.

Mas como fazer isso? Para explica, o Breakout do próximo dia 19 de outubro vai reunir Miguel Carminate, diretor comercial da Dell TechnologiesJosé Maria Pessoa, vice-presidente de indústrias da SUSE; e Marcos Borges, gerente de planejamento e aplicações telco da Algar Telecom.

Para assistir o Breakout “Já pensou em sua estratégia de nuvem híbrida?”, dia 19 de outubro, às 11h, inscreva-se gratuitamente pelo link.

Snippets HTML5 default Intervenções CW

Este anúncio desaparecerá em:

Fechar anúncio

15