Home  >  Plataformas

12 soluções rápidas para problemas comuns do Android

Resolva problemas incômodos e deixe qualquer telefone em ótima forma com essas soluções simples e aprovadas por especialistas

JR Raphael, da Computerworld EUA

20/08/2020 às 13h00

Foto: Adobe Stock

Hora da confissão: sei muito pouco sobre conserto de automóveis e não poderia arrumar um eletrodoméstico quebrado nem se minha vida dependesse disso (o que, pelo menos em algumas ocasiões, quase depende). Caramba, eu mal consigo pendurar uma obra de arte na parede sem bagunçar alguma coisa ao longo do caminho. Mas quando se trata de telefones Android, no entanto, sou praticamente um mecânico moderno.

Outra revelação: essa habilidade não é tão impressionante quanto parece. Não tenho nenhuma ferramenta elétrica sofisticada ou até mesmo um macacão legal com o meu nome (pelo menos ainda não). Eu uso e estudo o Android há muito tempo e quando você presta atenção em algo por um período longo o suficiente, você começa a ver os mesmos padrões básicos aparecendo uma e outra vez.

A verdade é que, por mais "mágicos" que possam parecer ocasionalmente, nossos smartphones elegantes e brilhantes são, em última análise, apenas aparelhos. E os problemas que a maioria das pessoas tem com seus telefones são bastante consistentes.

Isso significa que, esteja você solucionando o problema do seu próprio dispositivo ou tentando ajudar um colega de trabalho em dificuldades, as chances são boas de que seu problema possa ser resolvido sem muitas barreiras.

Considere este texto como seu guia - uma coleção de algumas das reclamações mais comuns que ouço sobre telefones Android e as soluções mais simples que sugiro nesses cenários.

Aplique o conhecimento ao seu próprio dispositivo com falhas ou passe-o para alguém que precise dele, e você também pode experimentar a alegria de se sentir um mecânico de tecnologia móvel (com ou sem o macacão).

Problema nº1 do Android 1: pouco armazenamento

Ah, sim - o antigo problema do espaço finito. Quando você notar que o armazenamento de um telefone está começando a ficar baixo, lembre-se desta máxima cativante: "Pare de acumular coisas, seu bagunceiro digital indisciplinado!" (Tudo bem, talvez ela não seja tão cativante quanto eu esperava).

Com toda a seriedade, porém, a maioria de nós realmente não precisa hoje em dia de muito armazenado local em nossos smartphones - especialmente no Android, onde a sincronização em nuvem é simples e o gerenciamento automatizado é fácil. Comece instalando o aplicativo Google Fotos e configurando-o para fazer backup de todas as fotos e vídeos à medida que são feitos.

Isso permitirá que você exclua as cópias locais (além de ter uma ótima maneira de obter todas as suas memórias de qualquer dispositivo, a qualquer hora, mesmo se você perder ou quebrar seu telefone Android atual), e isso por si só pode liberar toneladas de espaço.

Em segundo lugar, instale o aplicativo Files do Google. Ele vai mostrar a você todos os arquivos desnecessários que se escondem no armazenamento do seu telefone - incluindo as cópias locais agora redundantes de imagens sincronizadas com a nuvem junto com arquivos inúteis, arquivos duplicados e outras coisas facilmente eliminadas - e vai te dar botões de um toque para limpar a sujeira.

Finalmente, se você estiver usando um dos telefones Pixel do Google, olhe na seção “Armazenamento” (Storage) das configurações do sistema e toque na linha rotulada "Armazenamento inteligente" (Smart storage). Lá, você pode configurar seu telefone para remover automaticamente quaisquer cópias redundantes de fotos e vídeos já salvos em backup, sempre que o armazenamento começar a ficar baixo novamente.

Problema nº 2 do Android: redução do tempo de vida da
bateria

Poderíamos falar sobre a duração da bateria do Android o dia todo, mas a maneira mais rápida de fazer uma diferença imediata na longevidade do seu telefone é ajustar as configurações da tela.

Primeiro, diminua o brilho da tela (no painel “Configurações Rápidas” - ou “Quick settings” - que aparece quando você desliza para baixo duas vezes a partir da parte superior da tela, ou na seção “Exibição” - “Display” - das configurações do sistema). O display consome mais energia do que qualquer outra coisa em seu dispositivo, e quanto mais baixo você puder usá-lo confortavelmente, mais tempo seu telefone durará a cada carga. Se o seu telefone estiver executando o Android 9 ou versão superior, você também pode procurar uma opção de adaptação de brilho (Adaptive Brightness) que ajustará automaticamente o nível de brilho para você com base no seu ambiente atual.

Em segundo lugar, defina a configuração "Tempo limite da tela" (também na seção Exibição das configurações do sistema) para o valor mais baixo que você pode tolerar. Quanto menos tempo a tela ficar ligada quando não estiver em uso, menos energia desnecessária da bateria será consumida pelo telefone.

E terceiro, se você tiver Android 10 ou superior, procure na mesma área das configurações do sistema a opção “Tema escuro” ou “Dark Theme”. As cores mais escuras tendem a consumir menos energia do que os tons brilhantes presentes na maioria das interfaces por padrão, então mudar para o Tema escuro o tempo todo ou mesmo apenas em uma programação do pôr do sol ao nascer do sol deve estender um pouco a bateria do seu telefone.

Problema nº 3 do Android: softwares pré-instalados

A menos que você esteja usando os smartphones Pixel do Google, seu dispositivo Android provavelmente veio carregado com muitos apps que você não quer - que vão desde serviços supérfluos fornecidos pelo fabricante (oi, Samsung!) aos adicionados pela operadora de telefonia. Mas não tema, pois a maior parte disso pode, no mínimo, ser escondida, senão totalmente eliminada.

A maneira mais simples de fazer isso é consultar a seção “Apps” das configurações do sistema para encontrar a lista completa de aplicativos instalados. Ao ver um aplicativo que não deseja, toque em seu nome e procure o botão Desinstalar (Uninstall) - ou, se não houver, o comando Desativar (Disable). Você pode não ser capaz de se livrar de absolutamente tudo dessa forma, mas você será capaz de limpar uma boa quantidade de lixo.

Problema nº 4 do Android: tela inicial bagunçada

De barras de pesquisa integradas que você não usa a streams de notícias bobas que você prefere não ver, as telas iniciais dos telefones Android costumam ser tudo menos ótimas, logo de cara. Mas você não precisa conviver com o que o fabricante do seu dispositivo oferece. O Android tem uma grande variedade de iniciadores de terceiros - ambientes alternativos que substituem completamente a configuração da tela inicial do seu telefone e a disposição da gaveta do aplicativo. E há algo disponível para praticamente todas as preferências e estilos de trabalho.

Problema nº 5 do Android: telefone lento

Assim como nós, mortais, os smartphones tendem a ficar mais lentos com o tempo, à medida que sua inteligência virtual se desgasta. Ao contrário de nossos cérebros macios de mamíferos, porém, o tempo de resposta do seu telefone pode realmente ser melhorado.

Algumas das coisas que acabamos de ver, na verdade, devem fazer uma diferença perceptível: limpar seu armazenamento, desinstalar aplicativos não utilizados (os que vieram pré-instalados no telefone e aqueles que você mesmo instalou, mas não usa mais) e experimentar um iniciador personalizado, para um ambiente de tela inicial mais otimizado.

Ajustar a configuração de sistema Android escondida pode causar o impacto mais perceptível de todos. Primeiro, você terá que ativar as configurações de desenvolvedor do Android em seu telefone para encontrá-lo:

  • Abra a seção “Sobre o telefone” (About phone) das configurações do sistema e procure a linha chamada "Número da versão" (Build number). (Em telefones Samsung, você terá que tocar em uma linha rotulada "Informações do software" (Software information) antes de ver a linha Número da versão).
  • Toque nessa linha sete vezes.
  • Digite seu PIN, padrão ou senha quando solicitado.

Quando terminar, volte ao menu principal de configurações do sistema. Em alguns telefones, você verá uma nova seção “Opções do desenvolvedor (Developer options) direto no menu principal; em outros, como os dispositivos Pixel do Google, você terá que entrar na seção “Sistema” (System) e tocar em "Avançado" (Advanced) para encontrá-lo. De qualquer maneira, toque nessa seção e role para baixo até ver o cabeçalho “Desenho” (Drawing).

Lá, você encontrará três opções relacionadas à animação: "Escala da animação da janela", "Escala da animação da transição" e "Escala da duração do animador". Toque em cada um desses itens e altere sua configuração do padrão "Escala de animação 1x" para "Animação desativada" (Animation scale 1x" para "Animation off"). E não mexa com mais nada na área Opções do desenvolvedor enquanto estiver lá; ele contém algumas coisas complexas que não são destinadas a proprietários regulares de telefones e podem bagunçar seu telefone se usado incorretamente.

Volte para a tela inicial e tente mover o telefone - abrindo
a gaveta de aplicativos, deslizando o painel de notificação para baixo,
entrando e saindo de aplicativos e assim por diante. Tudo deve parecer
significativamente mais rápido do que antes.

Problema nº 6 do Android 6: rotação excessiva

Nossos telefones são projetados para funcionar na orientação retrato e paisagem - mas às vezes, os sensores ficam um pouco sensíveis e acabam mudando de um ponto para outro com mais frequência do que você gostaria.

A partir do Android 9, há uma resposta fácil: em um telefone Pixel ou qualquer dispositivo cujo fabricante não tenha se intrometido muito no Android, vá até a seção Display das configurações do sistema, toque em Avançado e, em seguida, vire o botão ao lado "Auto-rotação da tela" (Auto-rotate screen) para a posição desligada.

A partir daí, sempre que você girar o dispositivo, ele não mudará automaticamente a orientação da tela e, em vez disso, colocará um pequeno ícone no canto da tela. Você pode tocar nesse ícone para alterar a rotação ou ignorá-lo para deixá-lo como está.

Se você estiver usando um telefone Samsung, o recurso curiosamente não está nas configurações do sistema, mas você pode encontrar uma alternativa para ele em Configurações rápidas, que aparece quando você desliza para baixo duas vezes da parte superior do seu telefone.

Procure o ícone rotulado como "Rotação automática" (Auto rotate) e toque nele uma vez para desativá-lo (o que mudará o título para "Retrato", o que é um tanto confuso - mas resolverá).

Problema nº 7 do Android: texto minúsculo

Se as palavras no seu telefone forem muito pequenas, vá para a seção “Acessibilidade” (Accessibility) das configurações do sistema e experimente duas opções: "Tamanho da fonte (Font size), que aumentará o texto em todo o telefone, e "Tamanho da tela" (Display size), que aumentará o tamanho de tudo na tela.

Problema nº 8 do Android: notificações irritantes

Quer se trate de um aplicativo excessivamente perturbador ou um grupo especialmente animado, pare os incômodos das notificações na fonte pressionando e segurando o dedo no próximo alerta indesejado que aparecer.

Isso abrirá uma espécie de painel de controle que permite desligar totalmente o tipo de notificação associado - ou apenas silenciá-lo para que ainda apareça, mas não exija ativamente sua atenção.

Problema nº 9 do Android: o enigma dos contatos

Estamos em 2020, pelo amor de Deus. Seus contatos não devem estar acessíveis apenas em seu telefone - e você não deve ter que passar por várias dificuldades para "transferi-los" de um dispositivo para outro.

Se você estiver usando um telefone feito por outra pessoa que não seja o Google, acesse o aplicativo “Contatos” (Contacts) e certifique-se de que esteja configurado para sincronizar suas informações com sua conta do Google - não com o serviço de sincronização do próprio fabricante.

Isso é especialmente pertinente para proprietários de Samsung, já que a empresa tende a sincronizar contatos com seu próprio serviço autônomo por padrão. Isso é bom se você deseja acessar apenas essas informações daquele telefone e se planeja comprar apenas telefones fabricados pela Samsung no futuro, mas em qualquer outro cenário, essa configuração não irá atendê-lo bem.

No aplicativo “Contatos da Samsung”, toque no ícone do menu de três linhas no canto superior esquerdo e, em seguida, toque em "Gerenciar contatos" (Manage contacts) seguido de "Local de armazenamento padrão" (Default storage location). Em seguida, selecione sua conta Google em vez de sua conta Samsung no menu que aparece.

Desse ponto em diante, seus contatos serão sincronizados com os Contatos do Google - o que significa que eles estarão sempre disponíveis no site dos Contatos do Google, em qualquer computador onde você estiver conectado, e estarão imediatamente disponíveis em qualquer telefone onde você instale o aplicativo Contatos do Google para Android.

Problema nº 10 do Android: desafios de finalização de
chamadas

Você já se viu lutando para encerrar uma chamada - mas sua tela não ligou rápido o suficiente? Ou talvez a tela apareça, mas o comando para desligar não está certo e pronto? Uma opção de acessibilidade do Android pode tornar sua vida infinitamente mais fácil, permitindo que você pressione o botão liga/desliga físico do seu telefone sempre que estiver pronto para dizer adeus.

Não há necessidade de procurar o ícone certo ou mesmo olhar para o seu telefone - basta pressionar um botão ao longo da borda do dispositivo e a pessoa do outro lado irá embora (graças a Deus!).

Basta procurar a opção "Botão liga/desliga encerra chamada" (Power button ends call) na seção Acessibilidade das configurações do sistema, ligue-o e prepare-se para encerrar uma chamada com mais facilidade do que nunca.

Problema nº 11 do Android: telefone travado

Um dos problemas mais frustrantes do Android é ter um telefone que travou em algum processo e não está respondendo, ou travou no estado desligado e se recusa a ligar. Mas não importa o quão terríveis as coisas possam parecer, quase certamente sempre há uma solução.

O caminho mais simples é uma reinicialização forçada: dependendo do seu dispositivo, você deverá manter pressionado o botão liga/desliga sozinho por 30 segundos a um minuto - ou pressionar e segurar o botão liga/desliga e o botão para diminuir o volume juntos, durante o mesmo tempo (ou até sentir uma vibração e ver algo aparecer na tela).

Se você ver um menu de aparência estranha que diz "Iniciar" (Start) e tiver a imagem de um robô Android, não se preocupe: basta pressionar o botão liga/desliga novamente e seu telefone deve inicializar normalmente.

Se nada acontecer com qualquer um desses processos, tente deixar o telefone conectado por algumas horas, apenas para ter certeza de que a bateria não está esgotada. Em seguida, tente novamente.

Se as coisas ainda não estão aparecendo - e se você não está vendo nem mesmo o gráfico indicador de bateria padrão aparecer na tela quando você conecta o telefone - bem, meu amigo, é hora de passar para o nosso último problema do Android.

Problema nº 12 do Android: telefone não carrega

Por último, mas não menos importante, é o problema que acaba com todos os problemas do Android: um telefone Android que simplesmente não carrega (e, portanto, também não liga, uma vez que sua bateria acabou).

Eu já vivi essa situação e, embora seja possível que você esteja enfrentando algum tipo de defeito relacionado ao hardware, também é bem provável que isso seja algo que você possa consertar em um instante.

Então, tente o seguinte: pegue algo como um palito ou a ponta de um clipe de papel e com muito cuidado e delicadeza cave um pouco na porta de carregamento do telefone para limpar qualquer fiapo ou detritos que se acumulem lá.

Parece loucura, eu sei, mas às vezes, sujeira suficiente é coletada naquela área para que o cabo de alimentação não seja capaz de estabelecer uma boa conexão e carregar o dispositivo (ou carregá-lo de forma consistente, sem a conexão entrando e saindo dificultando a realização de muitas cargas).

Depois de limpar uma boa quantidade de sujeira, conecte o telefone novamente e veja se algo acontece. Se a bateria estiver totalmente descarregada, talvez seja necessário deixá-la conectada por um tempo antes de ver qualquer resultado. Mas há uma boa chance de isso funcionar - e então, em questão de minutos, você estará de volta aos negócios.

Às vezes, a solução mais simples é a mais satisfatória de todas.

Tags