Home  >  Negócios

The Beauty Company reduz em 60% o tempo em rotinas operacionais com ERP

Realizado em conjunto com a CIGAM, projeto automatizou diversas tarefas manuais, otimizando tempo da equipe

Da Redação

06/04/2020 às 11h00

Foto: Shutterstock

A The Beauty Company (TBC), que atua na fabricação e venda de cosméticos reduziu em 60% o tempo com rotinas operacionais com o ERP da CIGAM, fornecedora de software de gestão empresarial (ERP, CRM, BI, RH, PDV e Mobile).  

Com faturamento de R$ 25 milhões (registrados em 2018) e 11o funcionários, a empresa atua tanto na produção e na terceirização da fabricação de cosméticos, prestando serviços para empresas de grande porte como a Genomma e Do Terra.

De acordo com Juliana Carvalho, sócia-diretora da TBC, a companhia precisava de um sistema que acompanhasse o crescimento e a profissionalização das suas práticas. 

 “Hoje a CIGAM faz todas nossas notas de compra e operação financeira. Conseguimos otimizar o trabalho e deixar que as pessoas pudessem focar em demandas mais estratégicas. Conseguimos uma economia de 60% no tempo gasto com rotinas operacionais graças à solução, além do controle e dos dados confiáveis que nos dão embasamento para tomada de decisões”, avalia Juliana. 

Anteriormente, todo o processo fiscal (como relatórios, emissão de notas e gestão financeira) era feito manualmente. Com a implantação do ERP, esses dados passaram a ser imputados automaticamente, o que gera esta brusca redução de tempo gasto em rotinas operacionais, fazendo com que a equipe possa trabalhar de forma otimizada.

A companhia possui os módulos de BackOffice: Financeiro, Fiscal, Contábil, Faturamento e Pré- nota). Juliana revela que o seu atual time Administrativo/Contábil já conhecia a marca CIGAM e isso fez com que a adaptação fosse ainda mais rápida. 

“É um sistema robusto, bem fácil de usar e com um excelente custo-benefício. A implementação durou dois meses, o treinamento foi assimilado de forma rápida pela cultura da TBC e o suporte muito ágil. Nos 25 anos da TBC, sempre tivemos problemas nestes processos com outros fornecedores de sistemas de gestão. Muita confusão, muita perda. Com a CIGAM foi tudo muito tranquilo”, salienta Juliana.