Fazer login no IT Mídia Redefinir senha
Bem-vindo de volta,
Digite seu e-mail e clique em enviar
Ainda não tem uma conta? Cadastre-se
Salvar em Nova pasta de favoritos

+

Criar pasta
Últimos favoritos Ver todos
Home  >  Negócios

Pandemia não trouxe alinhamento total entre TI e negócios, aponta estudo

Levantamento da NTT Ltd. aponta que desconexões entre prioridades do negócio e a TI ainda persistem

Rafael Romer

05/04/2021 às 18h49

Foto:

Legenda: Technology abstract background with person hand touching complex circular diagram on virtual screen with copy-space, innovation, network, big data and internet concept

Apesar de ter trazido mudanças significativas para os processos operacionais de empresas e uma aceleração de estratégias de transformação digital, a pandemia da Covid-19 não trouxe um alinhamento total entre TI e negócios. Esse é um dos apontamentos da nova edição do Global Managed Services Report, lançado nesta segunda-feira (05) pela NTT Ltd.

De acordo com os resultados do estudo, aproximadamente 92,4% dos times de TI concordam que a estratégia geral de tecnologia está alinhada totalmente (49,8%), enquanto 42,6% classifica o alinhamento como parcial.

O resultado destaca que equipes de TI se tornaram mais responsáveis às demandas organizacionais. Da mesma forma, levou as partes interessadas da empresa a acelerar os serviços e soluções já mantidos pela TI, como habilitar uma mão de obra distribuída para um público muito mais amplo.

Entretanto, algumas desconexões de prioridades entre o negócio e a TI persistem.

Segundo o levantamento, 69,9% dos times de operações acreditam que a necessidade de estratégia de tecnologia que promova eficiência nos negócios é mais crucial, mas apenas 48,0% das equipes de TI concordam.

Além disso, 69,9% dos times de operações consideram velocidade e agilidade como chaves componentes da estratégia tecnológica, em contraste com apenas 53,4% dos times de TI.

"Os desafios sem precendentes que a Covid-19 impôs às organizações forçaram a questão do alinhamento entre negócios e TI para o centro das atenções", explica Damian Skendrovic, vice-presidente executivo da NTT Ltd.

"Ainda há trabalho a ser feito para garantir que as prioridades organizacionais essenciais sejam compreendidas por todos. A TI está sob uma imensa pressão para cumprir os requisitos atuais, enquanto planeja, ao mesmo tempo, entregas e inovações futuras. Com tecnologia e agilidade na frente e no centro da conversa de negócios, o alinhamento de prioridades não é mais opcional, é fundamental para a sustentabilidade e resilência do negócio", completa.

Necessidades presentes, entrega futura - em velocidade

A pesquisa destacou ainda como a adoção de tecnologias emergentes e a habilidade de automatizar e implementar inovação em velocidade são vistas como chaves estratégicas que sustentam o futuro dos negócios de sucesso.

Enquanto 91,7% dos líderes de TI e de negócios concordam que tecnologias emergentes são essenciais para suas estratégias tecnológicas, apenas dois quintos (41,1%) acreditam que eles têm a tecnologia disponível para atender aos objetivos imediatos da organização.

“Uma mudança rápida foi forçada às esquipes de TI. E enquanto as partes interessadas da empresa esperam exercer um grau de agilidade na execução – a TI está encarregada de gerenciar seus próprios desafios. Desde o gerenciamento da complexidade do fornecedor, que se estende ainda mais à integração de sistemas distintos, junto com tecnologias emergentes e a infraestrutura legada, passando por restrições de orçamento e falta de habilidades para acompanhar as demandas de negócios”, diz Skendrovic.

À medida que a velocidade de entrada no mercado se torna o principal diferencial competitivo, a otimização dos esforços de transformação digital é crítica. As organizações que apresentam caracteríticas de ousadia e coragem têm 50% mais probabilidade de otimizar seus esforços de transformação digital e firmar parcerias com provedores de serviços gerenciados para obter mais da metade de seu suporte de TI.

Reduzir a pressão de montagem da administração da infraestrutura nas equipes de TI ao adotar uma cultura DevOps e automação da plataforma permite que a TI otimize os esforços de transformação com foco na inovação e, em última análise, resulta em melhor tempo médio de reparo, otimização de custos, e entrega de melhoria contínua em toda a empresa.

“Embora a mudança nem sempre seja percebida como positiva no momento, é importante lembrar que a transformação apresenta novas oportunidades de agilidade, escala e inovação.", finaliza Skendrovic.

O relatório Global Managed Services Report foi conduzido pela Jigsaw Research em nome da NTT Ltd. em 21 países em seis regiões em novembro de 2020. A pesquisa abrangeu 15 setores da indústria.

Snippets HTML5 default Intervenções CW

Este anúncio desaparecerá em:

Fechar anúncio

15