Home  >  Negócios

Na transformação digital, alunos sempre precisam de professores brilhantes

Encantamento e sedução do aprendizado estão nas mãos dos mestres; a associação com a tecnologia é a combinação ideal para formarmos alunos

Beni Kuhn*

27/08/2018 às 15h29

Foto: Shutterstock

A ideia não é substituir o professor na sala de aula pela tecnologia, nem muito menos aumentar a distância partindo dos inúmeros recursos tecnológicos disponíveis, a palavra em discussão é levar professor e tecnologia ao alcance de crianças e jovens que querem e precisam aprender.

Mas o que é necessário para aproximar alunos e professores da tecnologia como ferramenta de ensino, disponível e barata? Ok! Temos aqui um desafio e uma grande discussão que permeia o tema políticas públicas, investimentos privados, questões acadêmicas, entre outros fatores, mas precisamos falar sobre o assunto, porque afinal todos acreditam que a educação é o caminho para o desenvolvimento de um país; e a tecnologia é uma ferramenta poderosa e eficiente de apoio para este fim.

Sempre os professores brilhantes são o começo de tudo. São eles que encantam e que devem brilhar, e a tecnologia é apenas o meio disponível. A tecnologia vai ajudar nossos professores a guiar nossos nerds nativos digitais e autodidatas em tecnologia da informação a se tornarem mentes borbulhantes ávidas por conhecimento: conhecimento direcionado para suas curiosidades, habilidades e aptidões e o conhecimento holístico que nos faz crescer como bons cidadãos do mundo.

E acredite, há recursos tecnológicos disponíveis de baixo custo e até gratuitos, basta que o assunto avance entre líderes e gestores das escolas. Eles precisam avançar e mudar rumo ao futuro. Não é mais uma questão de quando, e sim de como.

Acredito que a grande dificuldade está em COMO aterrizar essas mudanças nas escolas e universidades.

A grande questão é como usar essas tecnologias a meu favor, e não qual é a tecnologia que vou usar. A integração estratégica da tecnologia pode habilitar um professor a fazer mais de forma eficiente. Seja acompanhando as evidências de aprendizado e compartilhando com as famílias, abordando práticas individualizadas, sendo mais produtivo na gestão do tempo e usando a análise de dados nas avaliações, como exemplos.  Considero a tecnologia uma ferramenta no kit dos professores.

A boa notícia é que existe um ecossistema formado por fabricantes e desenvolvedores, empresas de consultoria, professores treinadores, plataformas on-line e cursos presenciais disponíveis e acessíveis para apoiar os professores em sua jornada de integração da tecnologia no dia a dia.

O investimento no desenvolvimento profissional dos professores vai refletir na valorização das profissões ligadas à educação e na valorização da escola como o berço da inovação.

*Beni Kuhn é fundador da Colaborativa e Economista pela PUC-SP

Deixe uma resposta