Home  >  Negócios

Lenovo aposta em AI e machine learning para adequar produção de notebooks

Com tecnologia DataRobot, empresa chega a cenário ideal em termos de produção e comercialização para evitar estoques parados e falta de produtos

Da Redação

15/08/2018 às 10h39

ThinkPad Lenovo
Foto: Shutterstock

Legenda: ThinkPad Lenovo

A Lenovo usou recursos de inteligência artificial (AI, na sigla em inglês) e machine learning para adequar a sua produção de notebooks no Brasil. Para isso, a fabricante fez uma parceria com a DataRobot, que produziu um estudo preditivo para ajudá-la a equalizar a fabricação de laptops para o mercado brasileiro.

O estudo foi produzido a partir de diferentes informações relevantes, incluindo 59 variáveis (como preço dos produtos e localização das lojas), cujos dados foram preparados para modelagem. A plataforma da DataRobot levou apenas três dias para produzir um código referente a cada um dos varejistas.

Com todas essas informações em mãos, a Lenovo chegou ao cenário ideal em termos de produção e comercialização de notebooks para evitar, ao mesmo tempo, estoques parados e falta de produtos em lojas.

 “Nesse sentido, percebemos que tínhamos de antecipar a produção de notebooks, aumentando o estoque para atender uma demanda maior conforme estimado pela plataforma da DataRobot, ganhando receita e mercado”, explica o gerente sênior de desenvolvimento de negócios da Lenovo, Rodrigo Bertin.

Por conta dos resultados positivos, as empresas pretendem estender a parceria para outras áreas, de modo a usar o sistema de Machine Learning automatizado da DataRobot para refinar as operações da Lenovo em contact center, manufatura, Business Intelligence e crédito.

Deixe uma resposta