Home  >  Carreira

Lacuna de conhecimento entre líderes e desenvolvedores pode custar até US$ 126 milhões às empresas

Organizações podem perder milhões devido à falta de conhecimento dos líderes de negócios sobre a produtividade dos desenvolvedores, diz estudo

Redação

30/07/2021 às 14h15

executivo conversando com desenvolvedor
Foto:

Legenda: Reprodução/Shutter Stock

Pesquisa realizada com líderes de negócios destaca a existência de uma lacuna de conhecimento de software entre os líderes executivos e suas equipes de desenvolvedores. O relatório da CircleCI, plataforma de integração e entrega contínua (CI/CD), aponta para uma percepção de que os líderes de negócios devem compreender que software e desempenho de negócios estão intrinsecamente ligados. Essa falta de compreensão sobre os fundamentos da produtividade do desenvolvedor pode levar executivos a perderem até US$ 126 milhões por ano, segundo o relatório.

Embora a grande maioria (97%) dos líderes de negócios acredite que o sucesso de seus negócios no próximo ano dependa da habilidade de suas equipes de software, a pesquisa mostra que há uma lacuna de conhecimento entre esses líderes e as equipes reais no local. Um dado importante para essa constatação está no fato de que dois terços desses líderes não são desenvolvedores.

Apenas um pouco mais de um terço dos entrevistados relatou que mais da metade de suas equipes de liderança são desenvolvedores de software e engenheiros qualificados, mas mais da metade (52%) não permite que seus desenvolvedores de software escolham suas próprias ferramentas.

O estudo mostra que 89% dos executivos acreditam ter um bom entendimento de como medir o desempenho de suas equipes de engenharia. Os resultados, por outro lado, revelam que 40% das empresas contam com a medição do número de linhas de código escritas e 37% medem os pontos de história. O relatório afirma que ambas as medidas têm alguma utilidade de nicho, mas são ineficazes para medir o sucesso e o impacto de uma equipe de software nos negócios.

“Nos últimos 18 meses, as empresas perceberam que, independentemente de seu setor ou dos produtos ou serviços que fornecem, são uma empresa de software em seu núcleo. Os resultados da pesquisa mostram que os executivos de hoje precisam investir melhor nas operações do desenvolvedor e medir com precisão a produtividade e o impacto do trabalho de engenharia nos negócios para se manterem competitivos. Se os líderes de negócios desejam criar uma potência de inovação contínua, eles precisam preencher essa lacuna de conhecimento antes que seja tarde demais”, disse Jim Rose, CEO da CircleCI.

De acordo com o estudo “The Business of Software Report: Uncovering the Knowledge Gap”, da CircleCI, realizado com mais de 2.000 líderes de negócios nos Estados Unidos e no Reino Unido em 12 setores, o cálculo para o aumento da receita estimada de US$ 126 milhões compreende os dados relatados sobre a receita média total reportada do ano inteiro de 2019, multiplicado pelo aumento médio da receita estimada com a entrega de software aprimorada.

Falta de inovação custa alto

As estimativas de receita dos líderes de negócios pesquisados ​​indicam que a entrega aprimorada de software pode valer até US$ 126 milhões por empresa por ano, com 60% prevendo que poderiam atingir um aumento de 50% ou mais com a entrega aprimorada de software. No entanto, 30% estão planejando priorizar o DevOps e apenas 15% colocarão o CI/CD em prática pela primeira vez.

Os líderes empresariais também reconhecem a falta de inovação (39%) e as habilidades do desenvolvedor (39%) como fatores que impedem seus negócios de atingirem todo o seu potencial.

“Equipes de entrega de software de alto desempenho podem ser um diferencial importante para o sucesso dos negócios, mas muitas empresas ainda estão lutando para definir e medir o desempenho de suas equipes. Métricas mal escolhidas podem impactar negativamente a produtividade do desenvolvedor e podem impedir o sucesso das organizações. A pesquisa da CircleCI mostra a importância de métricas bem alinhadas para a entrega de software de uma organização e as práticas de CI/CD em geral”, disse Rachel Stephens, analista sênior do setor da RedMonk.