Home  >  Negócios

Homens e brancos correspondem à maioria dos profissionais de startups

Divulgado pela Associação Brasileira de Startups, levantamento mostra que a diversidada é, em grande parte, teórica dentro dos negócios emergentes

Da Redação

17/11/2020 às 10h00

Foto: Adobe Stock

A Associação Brasileira de Startups divulgou recentemente o Mapeamento de Comunidades 2020, estudo feito entre as 8 mil startups consultadas pela companhia (entre cadastradas e parceiras) e que divulga dados de empreendedorismo e inovação de cada região do país.

Entre alguns dos aspectos apresentados pelo documento estão informações sobre gênero e raça. De acordo com os dados apresentados, a maioria desses negócios é composta por homens que se autodeclaram brancos

Quando a pesquisa segmenta os dados por gênero declarado dos fundadores, 59,2% se declararam homens, sendo que apenas 12,6% de todos os negócios são comandados por mulheres.

Ao levantar dados sobre raça, 64,8% dos respondentes se autodeclararam brancos, seguido por pardos (22,7%), negros (5,8%), amarelos (2,2%) e indígenas (0,5 %).

Confira a matéria completa no IT Forum