Fazer login no IT Mídia Redefinir senha
Bem-vindo de volta,
Digite seu e-mail e clique em enviar
Ainda não tem uma conta? Cadastre-se
Salvar em Nova pasta de favoritos

+

Criar pasta
Últimos favoritos Ver todos
Home  >  Inovação

Google amplia esforços para tornar sua oferta de nuvem mais atraente para desenvolvedores

Gigante de buscas anunciará, em breve, uma mudança na estrutura de taxas do seu Marketplace, segundo um porta-voz da empresa

Redação

27/09/2021 às 21h30

Foto: Shutter Stock

Embora tenha uma pequena parcela no mercado de infraestrutura em nuvem, o Google tem se esforçado para, assim como o Microsoft Azure, alcançar a concorrente mais desafiadora, a Amazon Web Services (AWS).

Para isso, a gigante dos buscadores, em breve, reduzirá a comissão que recebe de vendas da loja de aplicativos do Google Cloud Marketplace, de 20% para 3%, de acordo com a CNBC.

“Nosso objetivo é fornecer aos parceiros a melhor plataforma e os incentivos mais competitivos do setor”, disse um porta-voz do Google à CNBC por e-mail. “Podemos confirmar que uma mudança em nossa estrutura de taxas do Marketplace está em andamento e teremos mais para compartilhar sobre isso em breve”.

O Marketplace do Google é usado para distribuir aplicativos de software como serviço para clientes corporativos.

O Google Cloud é um pequeno negócio ainda e não representa um mecanismo de lucro para a Alphabet Inc., mas tem apresentado crescimento. O Google Cloud obteve US$ 4,63 bilhões em vendas no segundo trimestre de 2021, o que representa um aumento de 54% em relação aos US$ 3 bilhões de 2020. No entanto, ela teve um prejuízo operacional de US$ 591 milhões - menor do que o prejuízo de US $ 1,43 bilhão do ano anterior, segundo informações do ZDNet.

Ruth Porat, diretora financeira do Google, disse que o Google e a Alphabet "continuarão a investir agressivamente" e a expandir as vendas do canal, produtos e capacidade de computação.

Atualmente, a AWS lidera o mercado de nuvem com uma participação de 32% nos gastos, seguida por 19% do Microsoft Azure e 7% do Google Cloud.

O Google tem demonstrado seus esforços nesse mercado há algum tempo. Juntamente com Apple e AWS, a empresa reduziu as comissões de plataforma de sua loja de aplicativos para empresas que ganham menos de US$ 1 milhão por ano. A empresa também anunciou, segundo o ZDNet, novos termos em suas Cláusulas Contratuais Padrão (SCCs) para clientes europeus que movimentam dados através do Atlântico. As mudanças afetam o Google Cloud Platform, Google Workspace.

Na Europa, o Google está se unindo à T-Systems, unidade de serviços corporativos do grupo Deutsche Telekom, da Alemanha, para executar em conjunto a European Sovereign Cloud no GCP. Ele também se comprometeu a gastar € 1 bilhão em infraestrutura em nuvem ao longo de 10 anos no país.

Com informações de ZDNet

Snippets HTML5 default Intervenções CW

Este anúncio desaparecerá em:

Fechar anúncio

15