Home  >  Negócios

Ginni Rometty, presidente executiva da IBM, deixará cargo em abril

Executiva, que ocupa cargo desde 2012, continuará no posto de conselheira até se aposentar ao final do ano. Arvind Krishna assumirá seu lugar

Da Redação

31/01/2020 às 8h50

Foto: Shutterstock

Mudanças na liderança da IBM. Em comunicado enviado na tarde desta quinta (30), a companhia anunciou que Virginia “Ginni” Rometty, CEO da empresa, deixará seu cargo a partir de 6 de abril. Ela será substituída por Arvind Krishna, atual vice-presidente sênior da divisão de nuvem e softwares cognitivos da empresa. 

"Arvind é o presidente executivo certo para próxima era da IBM", afirmou a executiva em comunicado "[...]ele está bem posicionado para liderar a IBM e seus clientes na era da nuvem e cognitiva."Rometty continuará como conselheira até dezembro, quando deverá se aposentar. 

Outra mudança significativa é a nomeação de Jim Whitehurst, antigo CEO da Red Hat (empresa de software livre adquirida pela IBM em 2018 por US$ 34 bilhões) como presidente da companhia, também a partir de abril. 

Com conhecimentos em engenharia mecânica e ciências da computação, Ginni assumiu a posição de CEO da companhia em 2012 e desde então implementou grandes mudanças na companhia, investindo no setor de serviços para nuvem e vendendo divisões que não geravam lucro para companhia. Ao todo a firma adquiriu 65 empresas durante a gestão da executiva. 

Enquanto, durante seu comando, as ações da IBM perderam cerca de 26% do seu valor de mercado, o índice da companhia no S&P 500 aumentou 160%.

Em seu último balanço financeiro, que contemplava os meses de outubro a dezembro de 2019, a companhia obteve resultados acima dos estimados na receita (que ficou em US$ 21,7 bilhões) e no preço por ação (US$ 13,35). 

Tags