Home  >  Negócios

Facebook lança oficialmente recursos para nova experiência de áudio social

Além de dar suporte para podcasts, novos recursos permitirão que figuras públicas e grupos selecionados ofereçam a experiência de áudio social

Redação

23/06/2021 às 10h00

Foto:

Depois de anunciar uma série de investimentos em novos produtos de áudio, em abril, o Facebook lançou, oficialmente, nos Estados Unidos, as salas de áudio ao vivo e podcasts, como parte dos planos para trazer experiências de áudio social para a plataforma. Agora, figuras públicas e grupos selecionados do Facebook nos EUA podem criar os Live Audio Rooms no iOS, e podcasts selecionados estarão disponíveis para ouvintes no país.

Segundo Fidji Simo, chefe do Aplicativo do Facebook, a empresa pretende ainda expandir, nas próximas semanas, a capacidade para que mais figuras públicas e grupos hospedem uma sala de áudio ao vivo. Novos recursos para ambas as experiências serão lançados nos próximos meses.

Qualquer usuário do Facebook nos EUA poderá ouvir e participar dos Live Audio Rooms e podcasts a partir desta semana.

Os recursos estarão inicialmente disponíveis para qualquer figura pública verificada ou criador de conteúdo nos EUA que esteja em boa situação no Facebook e esteja usando um perfil ou a nova experiência de páginas do Facebook no iOS. Para grupos do Facebook, o recurso está sendo lançado com “dezenas de grupos”, disse a empresa ao TechCrunch.

As figuras públicas podem convidar amigos, seguidores, outras figuras públicas verificadas ou qualquer ouvinte na sala para ser um palestrante. O anfitrião pode convidar palestrantes com antecedência ou durante a conversa. Pode haver até 50 alto-falantes e não há limite para o número de ouvintes.

Nos grupos, os administradores podem controlar se moderadores, membros do grupo ou outros administradores podem criar uma Live Audio Room. Em grupos públicos, tanto os membros quanto os visitantes podem ouvir. Em grupos privados, apenas os membros podem ouvir.

O layout do Live Audio Room é semelhante ao do concorrente Clubhouse e os anfitriões do evento aparecem em ícones de perfil arredondados na parte superior da tela, enquanto os ouvintes aparecem na metade inferior da tela, como ícones menores. O alto-falante ativo é indicado com um anel brilhante.

Como as plataformas de videoconferência, é possível habilitar legendas ao vivo, bem como “levantar a mão” para pedir para falar. Além disso, o espaço possui ferramentas para compartilhar a sala com outras pessoas no Facebook por meio de coisas como Feed de notícias ou postagens em grupo. Durante a sessão, os usuários serão notificados quando amigos ou seguidores também entrarem no chat.

Os hosts também podem convidar pessoas para se juntarem a eles como palestrantes antes da sessão, diz o site TechCrunch, ou podem escolher ouvintes durante a transmissão.

O Live Audio Room dispõe de ferramentas de interação, como “curtir” ou reagir com emojis durante a live, semelhante às lives do Instagram.

“Os ouvintes também podem oferecer apoio e mostrar apreço à figura pública apresentadora do Live Audio Room, enviando Estrelas, o que leva esses ouvintes à ‘primeira fila’. A ‘primeira fila’ é uma seção especial que destaca as pessoas que enviaram estrelas, para que os anfitriões possam reconhecer os apoiadores (e talvez até dar um grito a eles durante a conversa!). Os ouvintes podem comprar pacotes de estrelas durante a conversa e enviá-los a qualquer momento”, disse Simo, em publicação oficial sobre o lançamento.

Os anfitriões do Live Audio Room também podem selecionar uma organização sem fins lucrativos ou arrecadação de fundos para apoiar durante a conversa, e os ouvintes e palestrantes podem doar diretamente.

Os usuários do Facebook são alertados sobre todas as novas salas de áudio ao vivo por meio do feed de notícias e notificações e podem se inscrever para serem lembrados quando uma sala em que estão interessados entrar no ar. As salas de áudio ao vivo também podem ser encontradas nos Grupos do Facebook, quando disponíveis.

Podcasts

Juntamente com o lançamento de Live Audio Rooms, o Facebook também está começando a lançar seu planejado suporte a podcast.

Os usuários dos EUA agora podem ouvir podcasts enquanto navegam no Facebook, por meio de um miniplayer ou experiência de jogador em tela cheia com opções de reprodução, inclusive com a tela do telefone desligada. As pessoas podem ouvir criadores de podcast selecionados em suas páginas do Facebook, bem como no Feed de notícias.

Os usuários terão acesso a um catálogo de podcasts e poderão reagir, comentar, marcar e compartilhar seus podcasts favoritos.

Em breve, a empresa também lançará recursos adicionais, como legendas e a capacidade de criar e compartilhar clipes curtos de um podcast. “Com o tempo, construiremos mais experiências sociais exclusivas em torno de podcasts que usam os melhores recursos interativos e personalizados do Facebook”, escreveu Simo.

A publicação do site TechCrunch ressalta que este novo serviço é diferente do reprodutor de música e podcasts lançado recentemente em parceria com o Spotify, que permite aos usuários compartilhar conteúdo do Spotify com a rede social. O novo recurso envolve, em vez disso, podcasts que são transmitidos por meio de feeds RSS públicos diretamente no Facebook, não fornecidos pelo Spotify, diz o site.

Com o lançamento do serviço de Podcast do Facebook, a empresa está pedindo aos criadores de podcast permissão para armazenar seu conteúdo em cache nos servidores do Facebook, o que está sendo feito para garantir que o conteúdo não viole os Padrões da Comunidade do Facebook, disse a empresa ao site TechCrunch. No entanto, como os podcasts ainda estão sendo transmitidos por meio de feeds RSS, eles serão representados nas métricas fornecidas pelo provedor de hospedagem de um podcaster.

O Facebook disse também que está trabalhando com criadores que usarão as ferramentas de áudio para desenvolver e lançar o Soundbites - clipes de áudio criativos e curtos. “Estamos entusiasmados com a parceria com esta comunidade para refinar a experiência do Soundbites antes de seu lançamento no final deste ano. Em breve também começaremos a testar nossos outros produtos de áudio, como o destino de escuta central e a escuta de áudio de fundo para vídeos”, escreveu Simo.

O Facebook diz que este novo destino, a ser lançado no futuro, será um lugar onde todos os diferentes formatos de áudio do Facebook estarão disponíveis, não apenas podcasts, e ajudará os usuários a encontrar novas coisas e pessoas para ouvir.

Antes do lançamento oficial, nesta segunda-feira (21), a gigante das redes sociais testou silenciosamente o Live Audio Rooms em Taiwan e internamente com funcionários. Na semana passada, Mark Zuckerberg, CEO do Facebook, hospedou o primeiro teste do novo serviço nos EUA, onde se juntou a outros executivos do Facebook e alguns criadores do Facebook Gaming.

O Facebook espera expandir seus produtos de áudio globalmente nos próximos meses.

(Com informações de TechCrunch)