Home  >  Negócios

Facebook deve aumentar investimentos em Realidade Aumentada, diz Zuckerberg

CEO do Facebook enxerga RA e RV como tecnologias de grande potencial e que devem mudar a trajetória da empresa a longo prazo

Da Redação

03/05/2021 às 14h09

Foto: Adobe Stock

Em conferência on-line sobre os resultados do Facebook, realizada na última quarta-feira (28), Mark Zuckerberg, CEO, disse que a Realidade Aumentada é um dos “desafios técnicos mais difíceis da década”. Para a gigante, a Realidade Aumentada (AR, na sigla em inglês) e a Realidade Virtual (VR, em inglês) representam uma área chave de investimento.

Durante anos, o Facebook viu a AR e a VR como tecnologias de grande potencial para o futuro, "a próxima plataforma de computação", como sugeriu Zuckerberg.

O desafio se resume a "basicamente encaixar um supercomputador na armação dos óculos", disse o CEO. "Acho que é um problema muito empolgante para trabalhar. E acho que, uma vez que isso seja alcançável, o potencial será muito grande".

Recentemente, o Facebook compartilhou mais sobre seus investimentos em áreas como interfaces neurais para interagir com AR.

"Acredito que essa realidade virtual e aumentada vai permitir um sentido mais profundo de presença e conexão social do que qualquer plataforma existente", disse Zuckerberg na quarta-feira. "E eles serão uma parte importante de como iremos interagir com os computadores no futuro. Portanto, continuaremos investindo pesadamente na construção das melhores experiências aqui. E isso representa uma parte importante de nosso orçamento geral de P&D crescimento".

Zuckerberg disse, ainda, que o desempenho melhor do que o esperado do Facebook nos últimos trimestres deu confiança para aumentar os investimentos “de forma significativa” em AR e VR. Junto com duas outras áreas-chave - comércio e suporte aos criadores - AR e VR "têm o potencial de mudar a trajetória da empresa a longo prazo".

O Oculus Quest 2, o headset de RV sem fio do Facebook, também está indo melhor do que o esperado, mesmo depois das festas de fim de ano, disse o CEO. "Em termos do que mudou, acho que a grande parte aqui é que o Quest 2 está indo muito bem", disse ele. "E não quero exagerar porque acho que, em comparação com, você sabe, plataformas que são grandes e massivos sucessos hoje, ainda está obviamente no pequeno final".

Além disso, a Quest tem "de longe a melhor linha de conteúdo de RV", disse Zuckerberg. Notavelmente, os casos de uso se expandiram para além dos jogos. "Os aplicativos mais usados são sociais, o que se encaixa em nossa teoria original de por que queríamos construir essa plataforma em primeiro lugar", disse Zuckerberg. "Também estamos vendo produtividade e até aplicativos de fitness".

O Facebook ainda tem "um longo caminho a percorrer" para construir suas plataformas de AR e VR, disse Zuckerberg. "Mas acho que o feedback que estamos recebendo de nossos produtos está nos dando mais confiança de que nossa previsão para o futuro acontecerá aqui e que estamos nos concentrando nas áreas certas".

Com informações do ZDnet.