Home  >  Negócios

Ex-VMware e EMC, Pat Gelsinger será o novo CEO da Intel

Executivo sucede a Bob Swan, que deixa cargo no dia 15 de fevereiro

Carla Matsu

13/01/2021 às 15h16

Foto: Divulgação

O veterano da indústria de tecnologia, Pat Gelsinger, retornará à Intel depois de um hiato de 12 anos. Tendo iniciado a carreira na gigante de processadores, Gelsinger sucederá Bob Swan, que permanece no cargo de CEO até o dia 15 de fevereiro. Além de diretor executivo, Gelsinger se juntará ao conselho de administração da Intel.

Gelsinger possui mais de quatro décadas de experiência no setor de tecnologia, incluindo 30 anos na Intel. Desde 2012, estava na liderança da VMware, onde transformou significativamente a empresa em uma reconhecida líder global em infraestrutura de nuvem, mobilidade corporativa e segurança cibernética, quase triplicando o faturamento anual da empresa. Antes de ingressar na VMware, foi presidente e diretor de operações da EMC.

“Pat é um líder de tecnologia comprovado com um histórico distinto de inovação, desenvolvimento de talentos e um profundo conhecimento da Intel”, destacou Omar Ishrak, presidente independente do conselho da Intel, em comunicado à imprensa. “Ele continuará uma abordagem de liderança cultural baseada em valores com um hiper foco na execução operacional”.

No mesmo comunicado, Ishrak afirma que o conselho da Intel, após cuidadosa consideração, concluiu que “agora é o momento certo para fazer essa mudança de liderança”. No documento, a companhia, entretanto, destaca que o anúncio não tem relação com o desempenho financeiro da Intel em 2020. No terceiro trimestre do ano passado, a Intel viu sua margem de lucro enxugar. No total, para o período, registrou lucro de US$ 4,28 bilhões, o que representou queda de 28,6% em comparação ao mesmo período de 2019.

“A Intel espera que sua receita e EPS do quarto trimestre de 2020 excedam sua orientação prévia fornecida em 22 de outubro de 2020. Além disso, a empresa fez um grande progresso em sua tecnologia de processo de 7nm e planeja fornecer uma atualização quando reportar seus resultados completos do quarto trimestre e do ano inteiro de 2020, como previamente programado para 21 de janeiro de 2021”, informou a companhia.

“Estou entusiasmado em voltar e liderar a Intel neste momento importante para a empresa, nossa indústria e nossa nação”, disse Gelsinger. “Tendo começado minha carreira na Intel e aprendido aos pés de Grove, Noyce e Moore, é meu privilégio e honra retornar nesta capacidade de liderança”

A Intel não informou o destino de Bob Swan. No comunicado, Ishrak destaca que Swan “deixa a Intel em uma forte posição estratégica e financeira” e agradeceu por sua orientação enquanto trabalha com Pat para garantir a transição de liderança.