Home  >  Negócios

Críticos do Facebook criam Comitê de Supervisão externo à empresa

Chamado 'Real Facebook Oversight Board', inciativa envolve 25 especialistas de ramos como tecnologia e direitos civis

Da Redação

28/09/2020 às 11h00

Foto: Adobe Stock

Um time de 25 especialistas anunciou no final de semana passada a criação do Real Facebook Oversight Board (ou Comitê de Supervisão Verdadeiro, em tradução livre), grupo que terá como objetivo analisar de forma crítica decisões tomadas pela rede social a respeito de moderação de conteúdos publicados na plataforma. 

A iniciativa tem como objetivo contrabalançar o Comitê de Supervisão criado pela própria empresa, cujo funcionamento deve ser iniciado no final de outubro, quase um ano após do seu anúncio.  

O conselho independente terá como foco primário o monitoramento das eleições americanas, que acontecem no início de novembro, e terá como foco analisar o posicionamento do Facebook em tópicos como segurança eleitoral e desinformação, devendo agir até mesmo antes do que o comitê criado pelo próprio Facebook. 

Participantes

Inicialmente, o grupo é formado por 25 especialistas que são críticos ao papel desempenhado pelo Facebook, entre eles: 

  • Shoshana Zuboff, professora e autora do livro The Age of Surveillance Capitalism: The Fight for a Human Future at the New Frontier of Power;
  • Maria Ressa, cofundadora do site independente de notícias Rappler, das Filipinas; 
  • Rashad Robinson, presidente da organização de direitos civis Color of Change; 
  • Derrick Johnson, presidente da Associação Nacional para o Progresso de Pessoas de Cor (NAACP, na sigla em inglês);  
  • Reed Galen, cofundador do comitê de ação política The Lincoln Project;  
  • Ruha Benjamin, professora de estudos afro-americanos da Universidade de Princeton; 
  • Marietje Schaake, política holandesa que é diretora de política internacional do Centro de Políticas Cibernéticas, da Universidade de Stanford; 
  • Toomas Hendrik Ilves, ex-presidente da Estônia 
  • Safiya Noble, professora de estudos da informação e estudos afro-americanos na Universidade da Califórnia em Los Angeles (UCLA) 
  • Damian Collins, membro do Parlamento Britânico 
  • Roger McNamee, investidor em tecnologia 
  • Yael Eisenstat, ex-agente da CIA e antigo diretor do Facebook para política de integridades de eleições e anúncios políticos 

Tags