Home  >  Inovação

Nvidia e HPE trabalham em novo supercomputador focado em IA na Suíça

Sistema "Alps" entra em operação em 2023 e possibilitará avanços científicos no clima, na física e nas ciências biomédicas

Redação

15/04/2021 às 12h01

Foto:

Legenda: Adobe Stock

O Centro Nacional Suíço de Supercomputação (CSCS), a Hewlett Packard Enterprise (HPE) e a Nvidia Enterprise anunciam uma nova parceria para o desenvolvimento daquele que se espera ser o mais poderoso supercomputador com inteligência artificial do mundo.

A infraestrutura do sistema "Alps" substituirá o supercomputador Piz Daint, já existente no CSCS, e servirá como um sistema de finalidade geral aberto a toda comunidade de pesquisadores na Suíça e no resto do mundo.

O novo supercomputador possibilitará pesquisas em campos como clima, ciências de materiais, astrofísica, fluidodinâmica computacional, ciências biomédicas, dinâmica molecular, química quântica e física de partículas, além de domínios como economia e ciências sociais.

“Os desafios científicos gigantes de hoje exigem um novo tipo de supercomputador para realizar descobertas. Aproveitando nossa nova CPU Grace projetada para IA e HPC em escala gigantesca, o CSCS e a Nvidia estão se unindo para abrir um novo caminho - construindo uma infraestrutura de supercomputação extraordinária, baseada na ARM, que permitirá aos mais importantes cientistas aplicar o poder da IA para fazer pesquisas que transformem o mundo", afirmou Jensen Huang, fundador e CEO da Nvidia.

Planejado para entrar em operação em 2023, o sistema “Alps” será construído usando a nova linha de supercomputadores HPE Cray EX e a plataforma de supercomputação Nvidia HGX, com GPUs Nvidia, SDK Nvidia HPC e a nova CPU Nvidia Grace baseada em ARM.

Com a integração entre as CPUs e GPUs da Nvidia, o Alps poderá treinar o GPT-3, um dos maiores modelos de processamento de linguagem natural do mundo, em apenas dois dias. O processamento é sete vezes mais rápido que o do supercomputador Selene de 2,8 exaflops da Nvidia, atualmente reconhecido pelo MLPerf como o supercomputador líder para inteligência artificial.

"Não é só um computador novo. Para possibilitar avanços científicos, reformamos o centro de computação ao longo de várias fases de expansão para ter uma infraestrutura de pesquisa orientada por serviços. O Alps usará a infraestrutura de supercomputação da HPE Cray EX baseada em uma arquitetura de software nativa em cloud para implementar uma infraestrutura de pesquisa definida por software, bem como a nova CPU Grace da Nvidia para reunir tecnologias de IA e supercomputação clássica em uma única e potente infraestrutura de data center", afirma Thomas Schulthess, pesquisador computacional no ETH Zurich e diretor no CSCS.