Home  >  Inovação

Moderna e IBM cooperam em soluções baseadas em blockchain para cadeia de suprimentos de vacina contra Covid-19

Digital Health Pass da IBM deverá rastrear, quase em tempo real, vacina e auxiliar no compartilhamento e distribuição de dados

Da Redação

22/03/2021 às 17h55

Foto: Adobe Stock

A IBM e a Moderna anunciaram uma colaboração para melhorar a cadeia de suprimentos da vacina contra a Covid-19 e o compartilhamento de dados de distribuição. As empresas buscam explorar tecnologias como inteligência artificial, blockchain e nuvem híbrida para ajudar no gerenciamento da vacina contra a Covid-19. A solução foi implementada em um projeto piloto no estado de Nova York.

O centro do esforço estará em um piloto de abordagens de distribuição de vacinas abertas, padronizadas e habilitadas por tecnologia, destinadas a melhorar a visibilidade da cadeia de abastecimento e promover o rastreamento quase em tempo real da administração da vacina.

Isso ajudará a gerenciar, também, as vacinas não programadas, como ocorre nos Estados Unidos, ou seja, aquelas que são disponibilizadas para as pessoas que não estão registradas para a vacinação do dia, mas ficam em filas à espera de vacinas que “sobram” e que precisam ser utilizadas no mesmo dia.

A parceria busca ajudar a acelerar o compartilhamento de informações entre governos, provedores de saúde, organizações de ciências biológicas e indivíduos de forma segura. O Digital Health Pass foi projetado com tecnologia blockchain de modo a permitir que o indivíduo controle suas informações pessoais de saúde e as compartilhe, se desejar, de forma segura, verificável e confiável, segundo a publicação.

"A Moderna e a IBM buscam melhorar a confiança nos programas de vacinas e aumentar as taxas de vacinação, reduzindo assim a disseminação na comunidade", afirmou um comunicado à imprensa.

Os recursos da IBM nos EUA serão a base do trabalho inicial, que inclui "soluções de gerenciamento de vacinas que fornecem rastreabilidade de ponta a ponta para lidar com possíveis interrupções da cadeia de suprimentos. As soluções permitem que governos e provedores de saúde compartilhem dados individuais de maneira rápida e segura de lotes de vacinas, à medida que viajam pela complexa cadeia de suprimentos da Covid-19, desde as instalações de fabricação até os locais de administração".

"À medida que governos, cadeias de farmácia, provedores de saúde e empresas de ciências biológicas continuam a dimensionar e conectar suas ferramentas e à medida que novos participantes entram na cadeia de abastecimento, a tecnologia aberta pode ajudar a gerar mais transparência e aumentar a confiança, ao mesmo tempo que ajuda a garantir acessibilidade e equidade no processo", disse Jason Kelley, Sócio-Gerente e Líder de Alianças Estratégicas Globais da IBM.

As organizações podem usar a solução para verificar as credenciais de saúde para funcionários, clientes e viajantes com base em critérios especificados pela organização, como resultados de testes, registros de vacinação e verificações de temperatura.

A IBM se juntou ao Escritório de Política de Ciência e Tecnologia da Casa Branca e outras empresas de tecnologia como parte do Consórcio de Computação de Alto Desempenho Covid-19, uma parceria para fornecer recursos de supercomputação a pesquisadores para ajudar a acelerar a descoberta e o desenvolvimento de vacinas para o vírus.