Home  >  Carreira

IBM promove Maratona de código para enfrentar desafios do ecossistema

Terceira edição da Maratona Behind the Code busca conectar os desenvolvedores da América Latina às necessidades do ecossistema de tecnologia

Rafael Romer

14/09/2021 às 9h15

Foto: Reprodução

Não é nenhum segredo que a escassez de talentos é um problema crônico para o setor de tecnologia global. Com o rápido processo de digitalização pelo qual empresas dos mais diversos segmentos da economia mundial passaram ao longo dos últimos meses, essa situação só se agravou. Brasil e outros países da América Latina, é claro, não escapam desta realidade.

Em sua terceira edição, a Maratona Behind the Code, competição virtual de desenvolvimento de código promovida pela pela IBM em parceria com a IT Mídia, busca enfrentar esse desafio. Neste ano, a busca é não só pelo melhores desenvolvedores de toda a América Latina, mas por soluções que atendam às necessidades do ecossistema de tecnologia da região.

"A aceleração da transformação digital exponenciou a necessidade de empresas de desenvolvimento terem material intelectual, que são os desenvolvedores", explicou Cláudio Bessa, líder de Desenvolvimento de Ecossistema da IBM América Latina, ao IT Forum. "Por isso, o grande foco deste ano é como fazer essa conexão. Como eu busco o maior número de desenvolvedores e conecto esse público a necessidades reais.”

Leia mais: IBM lança terceira edição da Maratona Behind the Code na América Latina

Pelo segundo ano seguido, a Maratona traz desafios para desenvolvedores de toda a América Latina. A iniciativa reunirá desenvolvedores com parceiros do ecossistema IBM, com a missão de resolver desafios de negócios do mundo real por meio do uso de tecnologias disruptivas, como IA, IoT, Kubernetes, Data Science, entre outras.

Com o foco maior em soluções que atendam ao ecossistema de tecnologia, a Maratona também traz uma nova abordagem para os desafios que “unifica” a região. Em 2020, a iniciativa foi separada em dois grupos: oito desafios para desenvolvedores do Brasil e outros oito desafios para outros países da região. Agora, a IBM traz desafios propostos por parceiros com alcance em todo continente. Sendo assim, participantes do Brasil e de outros países enfrentarão os mesmos problemas.

O número de desafios da terceira edição também será menor: serão apenas cinco – além de um sexto desafio para os finalistas. No ano passado, a Maratona teve um total de 17 desafios, se contados os grupos em português, e em espanhol e o desafio final. Segundo Bessa, isso permitirá um foco “qualitativo” maior para a Maratona.

“Agora vamos ter mais tempo para dar capacitação para os participantes, para dar treinamento, para que eles entendam o negócio das empresas. Esse é o objetivo: que a gente tenha mais profundidade para os desenvolvedores”, explica líder de Desenvolvimento de Ecossistema da IBM.

Alcançando o talento onde quer que ele esteja

A Maratona surgiu há dois anos, em 2019, a partir de um desejo da IBM de ampliar o engajamento de desenvolvedores com tecnologias disruptivas. Em sua primeira edição, a Maratona foi realizada apenas no Brasil, mas já nascia como uma iniciativa digital, realizada online. Com essa abordagem, a empresa desejava que a ação abrigasse desenvolvedores de todas as partes do país, não apenas de grandes centros urbanos

Para alcançar o escopo desejado, a IBM criou um portal unificado, onde interessados podem não só fazer sua inscrição para a Maratona, mas têm acesso a toda literatura para conhecer as tecnologias necessárias para participar, mesmo que sejam leigos em programação.

“A gente conseguiu atingir estados que sequer imaginávamos. Só assim você percebe o volume de capacidade intelectual que está espalhado por aí. Sem esses tipos de ferramenta, você não conseguiria chegar a essas pessoas e ampliar horizontes”, celebra Bessa.

No ano passado, a Maratona extrapolou as bordas do Brasil e foi expandida para a América Latina. Com isso, seu alcance foi multiplicado: a segunda edição do desafio de código teve 70 mil participantes, contra 25 mil do ano anterior. Durante toda a competição de 2020, mais de 270.000 linhas de código foram criadas. A expectativa é de um novo crescimento neste ano.

"Como a Maratona não está limitada só aos melhores desenvolvedores, ela possibilita que pessoas que nunca tiveram acesso, mas sempre pensaram em aprender a programar, participem", disse Bessa. "Com isso a gente consegue sempre crescer na proporção da população da América Latina."

Inscrições abertas

A Maratona Behind the Code terá duas fases. A primeira fase consistirá em uma série de desafios de parceiros de negócios IBM, como AlgarTech, Bantotal, GFT, Quanam, Sonda, entre outros, que serão entregues aos participantes em português e espanhol. A segunda fase consistirá em uma grande final com duração de um dia, na qual os Top 100 desenvolvedores competirão mais uma vez para selecionar os Top 5 Master Dev da América Latina.

As inscrições para a Maratona Behind the Code 2021 estão abertas até 30 de setembro de 2021 em ibm.biz/maratona. Podem participar residentes dos países: Argentina (exceto a província de Mendoza), Brasil, Chile, Colômbia, Equador, México, Peru, Uruguai e Venezuela.

Entre as premiações da Maratona estão vouchers, que podem ser transformados em viagens, para os 100 melhores colocados. Os Top 5 vencedores ganharão vouchers adicionais. Os parceiros estratégicos da IBM também terão prêmios exclusivos aos participantes com melhor colocação em cada desafio, incluindo vale-compras nos maiores marketplaces do mercado.