Fazer login no IT Mídia Redefinir senha
Bem-vindo de volta,
Digite seu e-mail e clique em enviar
Ainda não tem uma conta? Cadastre-se
Salvar em Nova pasta de favoritos

+

Criar pasta
Últimos favoritos Ver todos
Home  >  Carreira

Iniciativas para melhorar o inglês na quarentena

Caso tenha optado por melhorar sua fluência no idioma durante a quarentena, os conselhos a seguir podem otimizar seu aprendizado

Da redação

26/04/2020 às 12h00

Foto: Shutterstock

O isolamento social, apesar de incômodo, pode ser uma oportunidade para dedicar mais tempo a projetos que estavam deixados de lado ou mesmo que não vinham recebendo a atenção merecida.

Desde o início da pandemia, a EF English Live observou um aumento de 40% no número de alunos ativos, sendo que 50% deles apresentaram progresso nos níveis de inglês.

Para o especialista em aprendizagem de idiomas e doutor em linguística Christopher McCormick, essa evolução tem relação direta com o atual cenário, que proporcionou essa oportunidade de maior empenho das pessoas.

Pensando nisso, o especialista reuniu algumas dicas importantes para quem quer valer-se desse período para aprimorar o idioma e sair da quarentena mais preparado:

1- Dê uma chance para as legendas em inglês

Neste momento em que o entretenimento dos filmes e séries têm sido um grande aliado para passar o tempo, a simples alternância da legenda em Português para o Inglês pode ajudar em muito no exercício tanto de leitura como de “listening” (atividade de escuta).

“Para começar, o estudante pode praticar com filmes que já são conhecidos. Assim ele consegue associar bem o significado das frases sem precisar recorrer ao dicionário o tempo todo. É um excelente exercício”, aconselha o especialista.

Acompanhar o noticiário de outros países de língua inglesa ou mesmo músicas com as letras também é uma excelente opção.

2- Arrisque na conversação

A evolução na conversação ou “speaking” é uma questão de prática, garante McCormick. Além de ser uma boa forma de socializar na quarentena, os amigos podem organizar bate-papos em inglês pela internet ou usufruir das aulas online com professores nativos, como os disponíveis por escolas como a EF English Live.

“Na escola, promovemos o English Day, que é uma data mensal em que a comunicação é exclusiva na língua. É um momento essencial para incentivar a prática entre os colaboradores da escola, tão importante especialmente quando o assunto é conversação”, comentou o diretor de Pessoas da EF English Live, Wagner Domingues.

3- Leia sempre

Segundo o doutor McCormick, ler livros em inglês dá chance ao estudante de aumentar seu vocabulário no seu próprio ritmo. É possível recorrer a ebooks com dicionários virtuais embutidos ou até mesmo livros físicos comuns.

“O importante é tentar ao máximo entender o significado das palavras pelo contexto, e só usar o dicionário quando for absolutamente essencial”, orienta.

Em tempos de pandemia, muitos conteúdos estão disponíveis gratuitamente, como é o caso do curso online da EF English Live. A escola está disponibilizando 30 dias de acesso ao material, que que reúne mais de 2000 horas de cursos, planos de estudo pessoal e certificados.

4- Não subestime a gramática

Antes de dar os primeiros passos na conversação, doutor McCormick explica que é fundamental ter uma base de gramática mínima. “Saber como as principais estruturas linguísticas do inglês funcionam é importante para conseguir expandir o processo de aprendizagem”, explica.

Por isso, o professor aconselha a dedicar uma parte do tempo para o estudo dessas estruturas.

5- Quer levar a meta a sério? Estabeleça uma rotina

Aprender inglês rapidamente é uma questão de tempo e de dedicação. Para conseguir resultados rápidos, é preciso estabelecer um plano de estudos e uma rotina.

“Fazer isso sozinho é possível, mas o apoio de profissionais especializados corta caminhos e faz toda diferença na montagem de um plano de estudos efetivo. O hábito leva a prática à perfeição, assim como temos nossas rotinas pessoais diárias e obrigatórias, como tomar banho e almoçar, por exemplo, separar um tempo para estudar inglês também pode se tornar um hábito”, finaliza McCormick.

Este anúncio desaparecerá em:

Fechar anúncio

15