Home  >  Carreira

Do desenvolvimento de websites ao controle de espaçonaves: conheça o Python da moda

Comparado a outras linguagens, Python é simples e fácil de aprender porque requer sintaxe única que enfatiza a legibilidade

Guilherme Lima*

22/02/2021 às 18h30

Foto:

Legenda: Reprodução/Adobe Stock

Você sabe o que é Python? Trata-se de uma linguagem de programação de código aberto (gratuito), otimizada para qualidade, integração, portabilidade e produtividade. Basicamente, é um conjunto de símbolos e códigos utilizados para orientar determinada programação, a fim de expressar instruções para o computador.

Para se ter uma ideia, é possível aplicá-lo em quase todos os segmentos, seja no desenvolvimento de sites, jogos, robótica e, inclusive, no controle de espaçonaves. Isso porque, geralmente, o Python opera em engenharia espacial e em diferentes cenários, como análise de dados e automação.

Leia também: 8 razões pelas quais Python governará as empresas

Controlar um foguete com Python é uma forma de expressão, mas, atualmente, existem bibliotecas e programas que simulam um lançamento de foguete.

Há muitos motivos pelos quais esta linguagem de alto nível tem tanto sucesso e que, na minha visão, continuará tendo no futuro. Além desta sintaxe e do código aberto, podemos citar um ecossistema de bibliotecas científicas e analíticas de dados disponível para desenvolvedores que utilizam a linguagem, além da facilidade de integração com quase qualquer outra tecnologia.

De modo geral, as bibliotecas oferecem suporte a uma série de tarefas de programação em nível de aplicativo, desde correspondência de padrões de texto a scripts de rede. Devido à facilidade de uso e ao conjunto de ferramentas integrado ao Python, ele pode tornar o ato de programar mais prazeroso. Embora isso possa ser um benefício intangível, seu efeito na produtividade é um ativo importante.

Apesar de ser relativamente “novo”, é usado por diversos desenvolvedores no mundo em áreas como Data Science, programação de sistemas web, interfaces de usuário, entre outros. Para exemplificar melhor esta linguagem, com ela, podemos criar um site com Django ou Flask, um script para digitar ou mover o mouse sozinho ou, até mesmo, um programa que armazena determinados tweets em um banco de dados.

Comparado a outras linguagens de programação, o Python é simples e fácil de aprender porque requer uma sintaxe única que enfatiza a legibilidade. Como desenvolvedor, você pode ler e traduzir o código com muito mais facilidade do que em outras linguagens. Com isso, a capacidade de leitura reduz o custo geral de manutenção e desenvolvimento do programa, pois permite trabalhar com equipes de forma colaborativa sem nenhuma experiência significativa ou barreiras de idioma.

É importante lembrar que é possível aplicar o Python em diversos segmentos e não apenas em questões tecnológicas. Para se ter uma ideia, podemos fazer a avaliação das vendas de uma determinada loja, realizando uma análise exploratória dos dados com esta linguagem e, com base nas informações obtidas, auxiliarão as equipes de marketing/vendas nas futuras decisões. Além disso, a técnica pode ser usada no setor educacional, podendo ser implementada na educação elementar, escolas ou universidades.

Além de aumentar a produtividade do desenvolvedor, muitas vezes, vai além de linguagens compiladas ou estaticamente tipadas, como C, C ++ e Java. É importante lembrar que o código Python tem, normalmente, de um terço a um quinto do tamanho do código C ++ ou Java, por exemplo. Isso significa que há menos para digitar, depurar e menos para manter após o fato.

*Guilherme Lima é formado em Sistemas de Informação, e, atualmente, é desenvolvedor e instrutor na Alura, plataforma online de ensino de tecnologia. Além de criar cursos para Alura, o profissional é também autor dos cursos na Alura Start, onde ensina a produzir jogos com Scratch.