Home  >  Carreira

Como se desligar de projetos que não fazem mais sentido para você

O desgaste pode atingir compromissos profissionais que antes te alegravam e é comum não saber como se desengajar da atividade; dicas podem ajudar

Da Redação

24/12/2020 às 16h00

Foto: Adobe Stock

Muito provavelmente você já viveu essa experiência: começou a participar de forma voluntário de um projeto e, com o passar do tempo, o ânimo sobre ele diminui. Mas aí surge o problema: como se desvencilhar desse compromisso? 

Coach em gestão de tempo e fundadora da empresa Real Life E Time Coaching & Speaking, Elizabeth Saunders passou por isso recentemente: o interesse acabou após anos em um grupo de discussão e, apesar de ainda contar com o evento em sua agenda e participar das trocas de mensagens do grupo, não sabia como informar sua saída. 

Em artigo para o Harvard Business Review, a profissional conta como resolveu esse problema e o alívio que essa resolução trouxe. “Fiquei surpresa ao ver que, uma vez rompido esse compromisso, imediatamente me senti mais leve e mais livre à medida que nuvens de indecisão e fuga desapareceram.  Então, não carregava nenhuma culpa”, afirmou. 

Abaixo, apresentamos as quatro etapas tomadas por Saunders para “se despedir” de uma atividade que já não é apreciada. Confira: 

1. Seja direta 

No texto, Saunders apresenta o e-mail enviado por ela anunciando sua saída do grupo como exemplo de conteúdo que pode ser utilizado nesses casos. A mensagem era essa: 

Olá, (nome do líder), 

Tudo bem? Gostaria de comunicar algumas coisas. 

Ao avaliar as minhas prioridades, percebi que o (nome do grupo) não é uma área onde me vejo investindo meu tempo. 

Achei que poderia estar mais presente no ano passado do que realmente estive, e não me vejo participando nos próximos meses. Gostaria de fazer esse comunicado de forma direta a fim de que você não conte com minha presença para alcançar as metas do grupo. 

Obrigada pela oportunidade de participar do clube. Foi uma ótima experiência de aprendizado para mim. Tenho muito orgulho de todos pelo progresso que tivemos. Estarei de volta no futuro quando e se o grupo estiver alinhado com o lugar onde eu sinta que deva estar. 

 Tenha um ótimo dia! 

 Elizabeth 

 2. Avalie compromissos já assumidos  

Reflita sobre todas as responsabilidades que você tinha neste projeto e avalie se irá terminá-las e, em caso positivo, quando. Ou, se você somente avisará que não mais será responsável por um tópico em especial, informe esse fato ao comunicar sua saída.  

“Por exemplo, eu havia me comprometido a ser mentora de um novo integrante do grupo, mas ainda não havia avançado muito. Eu o informei da etapa onde estávamos no processo de mentoria e que ele deveria procurar um novo mentor”, explica Saunders. 

3. Saia das atividades relacionadas 

Ao comunicar a saída e direcionar as atividades que eram suas, o próximo é limpar sua agenda de todas as tarefas relacionadas ao projeto. Cancelar lembretes, assinaturas de e-mails e sair de grupos são alguns dos exemplos de atitudes que vão te ajudar a se sentir melhor com a decisão, de acordo com a profissional 

"Essa atitude me libertou daquela pontada de culpa a cada vez que eu via um lembrete desse grupo no ponto em que eu havia saído, e fez com que eu deixasse de lado suas ações. Pergunte-se: o que posso apagar ou me desfazer para que eu não tenha excesso de informações digitais ou físicas?” 

4. Aproveite a sensação do alívio 

Em muitos casos, é possível e mais confortável “manter sua presença” em um grupo sem se comprometer com ele. Mas, na maioria dos casos, esse tipo de relação acaba “pesando” no seu dia a dia e tomando uma energia que poderia ser direcionada para outras atividades. 

Saunders encerra seu texto incentiva os leitores a tomar essa decisão de sair de um projeto de forma ativa, por mais desconfortável que ela seja de início. “Posso falar por experiência própria que o alívio é palpável. Descobri, também, que as pessoas dão valor a esse encerramento, ainda que leve meses para que você finalmente comunique” 

“Não é mais preciso que eles perguntem por que você não compareceu a certos eventos, pedir que você se voluntarie para compromissos, quando eles não sabem ao certo se você irá ou não, ou se frustrarem com a falta de retorno de sua parte”, complementa.