Home  >  Carreira

5 segredos para desenvolver um currículo atraente para os robôs de recrutamento

Recrutadora conta como o currículo passa por uma triagem de seleção automatizada baseada em IA antes de chegar às mãos de de profissional de Recursos

Da Redação

19/09/2020 às 12h00

Foto: Adobe Stock

Com o aumento do desemprego, não é de se assustar que dezenas ou centenas de pessoas se candidatem a uma única vaga de emprego. O que geralmente os candidatos não sabem é que muitas empresas de recrutamento fazem a triagem dos currículos de forma automatizada.

Por isso, ao desenvolver um currículo, o candidato precisa considerar que ele será, primeiramente, lido por um Sistema de Rastreamento de Candidatos baseado em IA ou AI-driven Applicant Tracking System (ATS). Artigo publicado no site Fast Company conta cinco segredos para montar um currículo que se destaque sob a ótica da programação de um ATS.

Leslee Remsburg, Diretora de Serviços de Currículo na prestadora de serviços de recolocação e transição de carreira Randstad RiseSmart, conta que, hoje em dia, devido ao grande volume de candidaturas a uma vaga, 99% das empresas Fortune 500 usam um Sistema de Rastreamento de Candidatos (ATS) para gerenciar cada etapa do processo de contratação.

De acordo com Remsburg, que assina o artigo do Fast Company, os ATSes contam com leitores de currículos automatizados que utilizam buscas por palavras-chave para fazer a varredura de aplicativos rapidamente e, teoricamente, passam o currículo mais qualificado para recrutadores humanos e gerentes de contratação.

Para ajudar os candidatos a emprego a navegar por esses sistemas, os redatores de currículos certificados da Randstad RiseSmart estão constantemente analisando como os currículos são avaliados por robôs ATS, diz a especialista. Dessa forma, eles descobriram que currículos com exatamente o mesmo conteúdo podem ser classificados de forma diferente, dependendo de como a formatação é compatível com ATS.

Com base nisso, Remsburg oferece cinco dicas para ajudá-lo a formatar um currículo compatível com ATS e garantir que a inscrição seja vista e revisada por um gerente de contratação:

1. Evite cabeçalhos, tabelas e caixas de textos

Os candidatos devem evitar colocar seu nome e informações de contato dentro de um cabeçalho na parte superior do documento, pois as varreduras ATS não coletam essas informações. O mesmo vale para tabelas ou caixas de texto, especialmente para destacar suas habilidades. Muitos ATSs são incapazes de extrair texto de tabelas ou caixas formatadas.

2. Use gráficos e tabelas com sabedoria

Tenha cuidado ao incluir gráficos e tabelas em seu currículo, especialmente se você usar esses recursos visuais para destacar dados importantes, como realizações de vendas.

Embora esta apresentação possa ser útil quando seu currículo chega a um leitor humano, o software ATS não foi, atualmente, projetado para coletar informações gráficas, então certifique-se de que quaisquer imagens, gráficos e tabelas que você use complementem e aumentem o que você escreve no texto, e não atuem como um substituto.

3. Não se envelheça e mantenha seu currículo atual

Este é um bom conselho para qualquer currículo, quer seja examinado por um sistema ATS ou não. A experiência que você destaca deve ser de apenas 10 ou 15 anos; qualquer coisa mais velha do que isso, provavelmente não é relevante. Essa abordagem ajudará seu currículo a se sentir atualizado e moderno, sem revelar muitas informações sobre sua idade.

Além disso, a menos que você seja um recém-formado, um ou dois anos fora da escola com relativamente pouca experiência de trabalho, não é necessário listar a data de formatura do ensino superior em seu currículo.

4. Nunca use palavras-chave escondidas para enganar o sistema

Um dos conselhos sobre currículo mais comuns - e francamente equivocados - que você pode ter ouvido é pegar palavras-chave do anúncio de emprego e digitá-las em algum lugar do seu currículo em texto branco para que não sejam detectadas no documento.

O pensamento é que o sistema ATS é projetado para procurar palavras-chave em seu currículo a partir da descrição do cargo, a fim de classificar os candidatos e, ao escondê-los, você não só enganará o robô, mas também o leitor humano.

Embora seja discutível se essa tática o ajudará ou não a passar por uma tela inicial de currículo, você realmente quer que sua primeira impressão com um gerente de contratação humano seja a descoberta de uma série de palavras sorrateiras e ocultas em seu currículo?

5. Faça seu currículo

Em vez de tentar enganar o sistema com palavras-chave ocultas, você deve adaptar seu currículo a cada trabalho. Isso inclui inserir palavras-chave do anúncio de emprego na seção de experiências e habilidades do seu currículo de forma transparente, não secretamente.

Não há nada de errado em utilizar a linguagem da descrição do trabalho para mostrar como você tem a experiência e as habilidades para realizar o trabalho. Fazer isso não só chamará a atenção do software ATS, mas também o apresentará como um candidato relevante para o revisor de currículo humano.

Isso não quer dizer que seu currículo não possa seguir um modelo básico, com um perfil e seção de conjunto de habilidades no topo - que deve ser adaptado para cada aplicação - seguido por seções de experiência de trabalho e educação que podem permanecer praticamente inalteradas. Em última análise, você deve evitar depender de um currículo padrão estático e único para todos os formulários de emprego.

A coisa mais importante a lembrar é que qualquer currículo que você enviar provavelmente será examinado por um porteiro automatizado antes de ser visto por olhos humanos. A chave para um formulário de emprego moderno e bem-sucedido é adequar seu currículo a cada cargo, apresentando-se como o melhor e mais relevante candidato para aquele cargo.

Você pode fazer isso utilizando palavras-chave do anúncio de emprego de maneira transparente e formatando adequadamente seu currículo para que seja reconhecido por leitores de currículos robôs e humanos.

Tags