Home  >  Negócios

Sonda adapta tecnologias às necessidades apresentadas por pandemia

Soluções como luz ultravioleta, câmera térmica e reconhecimento facial foram ajustadas para a realidade da Covid-19

Da Redação

14/09/2020 às 16h00

Foto: Adobe Stock

À medida que as empresas retornam às atividades ao escritório, líderes se preocupam com a segurança dos colaboradores, no escritório ou no caminho para ele. Uma das principais preocupações das empresas e dos colaboradores conforme deixam o trabalho remoto é o transporte público, por conta do risco maior de contágio da Covid-19. Por isso, a Sonda criou soluções para que as pessoas possam se locomover com a máxima segurança, até mesmo usando o transporte público.

A empresa especializada em serviços de TI em toda a América Latina
acredita que essa preocupação pode ser atenuada e controlada. A Sonda
exercitou toda a capacidade de inovação para desenvolver soluções ou
reinventar aplicações para tecnologias já existentes.

Uma das principais novidades da Sonda no quesito reinventar soluções
para dificuldades atuais é o uso de luz ultravioleta para eliminar
vírus, fungos e bactérias de objetos e ambientes abertos ou fechados,
por meio de luzes inteligentes em elevadores, ventiladores, túnel de
desinfecção, ou até compartimentos higienizantes onde são armazenados
alimentos.

“Com essa tecnologia, por exemplo, usando lâmpadas inteligentes na
cabine do motorista, é possível desinfetar um ônibus em apenas cinco
minutos”, conta Marco Moniz, Diretor de Produtos para Cities e
Transportes da Sonda.

Para proporcionar a segurança das pessoas que utilizam o transporte público, a empresa desenvolveu o Higienizador Automático, com funcionamento intuitivo e prático.

Basta a pessoa pagar a passagem com a aproximação do bilhete que o equipamento acenderá uma luz de led, com alerta sonoro, avisando que o passageiro já pode colocar a mão no local indicado para receber a quantidade necessária de álcool.

O equipamento só dispara o líquido/gel ao identificar proximidade, evitando desperdício ou acionamentos indesejados, e a reposição do álcool é feita mensalmente.

“Além disso, é uma proteção para todos, já que reduz os fatores de
contágio por contato direto, promove hábitos de higiene pessoal e
garante a acessibilidade de pessoas com baixa visão ou audição”, explica
Moniz.

Outras soluções

A empresa também pensou nas diferentes necessidades relacionadas à medição de temperatura para identificação da Covid-19. Assim, a Sonda disponibiliza ao mercado câmeras termográficas capazes de detectar a temperatura de até 30 pessoas por vez, com diferença de 0,5º para mais ou menos.

Além disso, apresenta, também, uma solução de controle de temperatura móvel, com câmeras que podem ser instaladas a até 1,5 metros de altura e possuem algoritmo de medição, aumentando a confiabilidade.

Outra inovação da empresa são os dispositivos para o reconhecimento facial que podem ser tão pequenos quanto uma micro câmera e verificam tanto se a pessoa está de máscara, quanto a temperatura corporal. A velocidade de detecção é de 0,5 segundo e a distância máxima pode ser de metros (para verificação de máscara) ou 50 cm (para temperatura).

“Todas essas inovações são contribuições da Sonda para a sociedade, ao permitir protocolos que diminuam o contágio da Covid-19 e permitam que as pessoas se locomovam como precisam, até mesmo em transporte público, com máxima segurança”, diz o diretor.

As soluções de transporte e smart cities da Sonda é um desdobramento da aquisição da M2M, em janeiro de 2019, uma das maiores fornecedoras de soluções de monitoramento inteligente de frotas para o setor de transporte público do Brasil.

“Conseguimos unir a nossa experiência no mercado de transporte e as soluções que já tínhamos dentro de casa, com as outras áreas de desenvolvimento da Sonda, agregando novas tecnologias” explica Moniz.

Tags