Home  >  Negócios

De olho no mercado de investimentos, Nubank compra Easynvest

Sem valor divulgado, aquisição será integrada ao aplicativo da fintech após aprovação dos órgãos reguladores

Da Redação

11/09/2020 às 13h04

Foto: Adobe Stock

E a manhã desta sexta-feira (11) confirmou um rumor que estava rondando o mercado nas últimas semanas: a fintech Nubank fechu na noite de quinta (10) a compra da corretora Easynvest, especializada em investimentos para diferentes perfis de consumidores, com cerca de 1,5 milhão de clientes e mais de R$ 20 bilhões sob custódia. 

O pagamento dessa transação, cujo valor não foi revelado, será feito parte em dinheiro e parte ações da fintech. No momento, os dois negócios continuarão funcionando de formas separadas, mas o Nubank já criou um grupo de trabalho para planejar como será feita a integração dos serviços da corretora dentro do seu app. 

Como de praxe, a aquisição precisará ser avaliada e aprovada pelo o Banco Central e o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), antes que esse trabalho de fusão seja iniciado de forma mais assertiva. 

Maré boa 

A aquisição feita pela fintech já era vista há algum tempo pelo mercado como um caminho natural a ser trilhado, agora que a marca já trabalha com uma solução de conta corrente na qual oferece uma opção de renda fixa e também conta com uma base de mais de 25 milhões de clientes. 

Um ponto visto com mais interesse foi o processo de negociação feito pela Easynvest, que foi colocada à venda no início do ano pelo fundo Advent International, que possui 60% de participação na corretora. De acordo com o Estadão/Broadcast, BTG Pactual, Pagseguro Mercado Livre também manifestaram interesse em adquirir a companhia. 

A disputa pela correta se justifica por conta das perspectivas de crescimento que o setor de apresenta: com juros baixos e maior interesse dos brasileiros em experimentar outras opções de investimento além da tradicional poupança, espera-se uma entrada expressiva de novos usuários dentro desse meio.  

E os bancos digitais se mostram uma ótima porta de entrada para os futuros investidores. Além do Nubank, a Neon Pagamentos adquiriu em julho a corretora Magliano e, em junho, o banco Credit Suisse comprou a participação de 35% do capital da corretora Modalmais 

Reforço na operação  

A compra da Easynvest é a terceira realizada pela companhia neste ano, sendo que as duas primeiras foram voltadas à obtenção de mão de obra para viabilizar o desenvolvimento de produtos: em janeiro, a fintech anunciou a compra da Plataformatec, consultoria de metodologia ágil, e em julho formalizou a aquisição da Cognitech, especializada na linguagem de programação Clojure, utilizada internamente pela empresa.  

Recentemente, a companhia recebeu um aporte de US$ 300 milhões, valor que capitaliza o negócio e abre margem para futuras aquisições da fintech.  

*Com informações da Exame

Tags