Home  >  Carreira

Conheça 6 soft skills que estão em alta dentro do mercado de tecnologia

Apesar de todo o preparo técnico, existem características comportamentais que podem fazer a diferença durante a carreira; saiba quais são

Da Redação

08/08/2020 às 12h00

Foto: Adobe Stock

Com as recentes mudanças nos formatos organizacionais, que buscam cada vez mais colaboradores autônomos e com iniciativa, as habilidades exigidas ganham ainda mais força. E na área da tecnologia não é diferente! 

As soft skills são conhecidas como as competências comportamentais do profissional, observadas na convivência diária, por meio de atitudes, talento e conhecimento acumulados ao longo da vida, a partir de aprendizados e de diversas experiências adquiridas com livros e até tutores.  

Segundo uma pesquisa realizada pela CareerBuilder, conduzida nos Estados Unidos com mais de 2 mil gestores e profissionais de recursos humanos, 77% das empresas acreditam as soft skills são tão importantes quanto as habilidades técnicas, e 16% as consideram até mais importantes que a capacidade técnica ao avaliarem um candidato para a vaga. 

Em um mercado altamente competitivo, como o de tecnologia, quais são as soft skills desejadas desse profissional? Se você é da área ou empresa que busca esse profissional, Daniel Kriger, CEO da Kenzie Academy, escola de programação que atua na formação de desenvolvedores web full-stack, lista quais são, hoje, as principais habilidades. Confira:  

  1. Comunicação eficaz: Repassar informações relevantes, de forma clara, objetiva e compreensível é fundamental para o alinhamento das ações diárias e o fluxo harmonioso do trabalho; 
  2. Flexibilidade: É imprescindível que o profissional saiba se adaptar em caso de mudanças, pois agiliza novos processos e demonstra atitude diante dos desafios propostos;   
  3. Trabalho em equipe: Estabelecer e manter relacionamentos e parcerias para atuar de forma integrada, colaborativa e com foco na manutenção de clima organizacional favorável são essenciais; 
  4. Manutenção da carreira: Melhorar essas habilidades é indispensável para reforçar a compatibilidade do profissional com a empresa. A falta dessa sinergia faz com que muitos colaboradores sejam desligados ainda no período de experiência; 
  5. Desenvolvimento pessoal: As softs skills podem ser constantemente aprimoradas, por isso é muito importante desenvolver outras características, como resiliência, autocontrole, autonomia e perfil de liderança; 
  6. Ajuda profissional: Caso precise de ajuda para descobrir quais são as competências que precisam ser desenvolvidas, recomenda-se a realização de terapia, ou mesmo participar de programas específicos disponibilizados pelas empresas. 

Atualmente, o mercado está mais atento às soft skills, pois sabe o quanto elas podem influenciar no sucesso dos negócios. “Quando bem desenvolvidas, certamente o profissional apresentará uma boa performance e o autoconhecimento é um ponto de partida para descobrir quais dessas competências precisam ser aprimoradas”, avalia.