Home  >  Plataformas

Cisco atualiza Webex e Control Hub para endereçar desafios das organizações pós-quarentena

Plataforma Cisco Webex triplicou capacidade em comparação ao período pré-pandemia

Carla Matsu

16/06/2020 às 18h15

Foto: Reprodução/Cisco

Com as organizações colocando os funcionários para trabalharem de suas casas devido à pandemia do novo coronavírus, plataformas de colaboração e videoconferência se tornaram mandatórias para manter a produtividade e continuidade dos negócios. No caso da Cisco, a plataforma Cisco Webex viu um grande salto no número de usuários nos últimos dois meses. Durante o Cisco Live! que acontece nesta terça (16) e com programação que se estende até amanhã, Jave Khan, Vice-presidente e General Manager para Collaboration Group da Cisco destacou que o Cisco Webex mais do que triplicou o seu volume normal de acessos em abril, com mais de 500 milhões de usuários. O Webex, agora roda, segundo a Cisco com capacidade três vezes maior que o período pré-pandemia.

Atualizações para a plataforma foram destaques durante o keynote de abertura da conferência. Esta também afetada pela covid-19. Originalmente, o evento aconteceria presencialmente entre os dias 31 de maio a 4 de junho, em Las Vegas e ganhou formato virtual para ser apresentado nos dias 2 e 3 de junho. A Cisco, entretanto, recuou das últimas datas em respeito aos protestos antirracistas que tomaram os Estados Unidos desde o dia 25 de maio, dia que marcou a morte brutal do ex-segurança negro, George Floyd, morto por um policial branco, em Mineápolis. Ao abrir o Cisco Live! Chuck Robbins, CEO e chairman da Cisco, falou sobre os desafios colocados pela pandemia da covid-19 e que as questões sobre desigualdade e injustiça racial também eram pauta entre as reuniões semanais dos times da companhia. “Se 2020 trouxe toda essa dor e raiva, acredito que podemos assumir os desafios e transformar o ódio em esperança. Estamos aqui para falar sobre possibilidades”, pontuou.

“Novo normal” será um mundo híbrido

Se há um discurso quase unânime entre as organizações que projetam uma retomada presencial aos escritórios após o relaxamento da quarentena é que a vida que deixamos para trás antes da covid-19 não será mais a mesma. Companhias que antes se mostravam resistentes ao modelo do trabalho remoto agora se viram obrigadas a ceder e gigantes de tecnologia como Facebook e Twitter puxam o coro para defender um home office perene. 

Entretanto, o trabalho à distância em escala impõe uma série de desafios. Pesquisa da Cisco, a CIO Perspectives 2020, indica que mais de dois terços dos CIOs afirmam que a complexidade da TI é um dos maiores desafios na busca por caminhos neste período. Segundo a companhia, entre as dúvidas levantadas pelos gestores estão “Como apoiar melhor os trabalhadores remotos?” e ainda “Como criar um ambiente de reunião mais seguro no escritório?”.

Segundo a Cisco, atualizações para o Cisco Webex Control Hub vão de encontro para atender esses questionamentos das equipes de TI. O Control Hub consegue cobrir tanto os funcionários que estão em casa quanto aqueles que se preparam para voltar aos escritórios, com as cargas de trabalho e insights gerados podendo ser gerenciados em uma única tela. 

Neste cenário a assistente de voz do Cisco Webex apresentada no ano passado, a Webex Assistant, encontra sua vocação. Ela pode ser ativada no Control Hub para acionar dispositivos espalhados por salas de reunião. Ative ela por voz e você não precisará tocar em nenhuma tela, reduzindo assim as possibilidade de contágio. O Control Hub ainda consegue oferecer informações detalhadas sobre utilização de salas de reunião para definir cronograma de limpeza, assim como projetos para uma futura configuração do escritório. A oferta também ganhou recurso de comunicação unificada (UC) conectado à nuvem, que simplifica os fluxos de trabalho da TI para instalações híbridas e analítica ampliada do Webex Calling.

Segurança ampliada

A Cisco também informou que está ampliando a segurança da plataforma de videoconferência Webex Meetings, que pode ser utilizada por qualquer pessoa. Recursos de retenção e prevenção de perda de dados (DLP), o Legal Hold e o eDiscorcovery, desenvolvidos a partir dos recursos de segurança criados dentro da plataforma Webex, agora se estendem ao Webex Meetings. “Isso dá um nível de segurança e proteção sem precedentes a todos os conteúdos de reuniões – gravações, transcrições, itens de ação e destaques”, explicou a companhia.

As opções de criptografia de ponta a ponta para incluir a criptografia AES 256 Bit no modo GCM também foram expandidas. De acordo com a Cisco, tal atualização fornece maior proteção dos dados de reuniões e resistência contra adulterações.

A Cisco também anunciou nesta terça-feira integração do Webex Teams ao Box, plataforma de gerenciamento de conteúdo na nuvem. A solução é usada por 68% da Fortune 500 e por cerca de 100 mil empresas no mundo todo. A companhia de Los Altos, Califórnia, tem avançado em parcerias com grandes nomes de tecnologia. Em março deste ano, a Box e Microsoft anunciaram parceria e interações com a plataforma Microsoft 365. Na prática, com a parceria entre Box e Cisco, clientes da empresa de segurança empresarial podem optar por usar o Box para compartilhar arquivos.