Home  >  Negócios

Carteiras digitais: função de pagamentos do WhatsApp promete acirrar setor

Operação, que estreou no Brasil, será acontecerá via Facebook Pay; novidade tem potencial para impulsionar operações de pagamentos digitais no país

Mônica Wanderley

16/06/2020 às 9h00

Foto: Divulgação/WhatsApp

Confirmando rumores do início do ano, o WhatsApp lançou no Brasil uma nova função que habilita recursos de carteira digital na plataforma de mensagens, permitindo que pessoas e empresas possam utilizar o app para fazer transferências e pagamentos.  

A surpresa é que, diferente do indicado nos meses anteriores, o Brasil acabou sendo o primeiro país a receber oficialmente o recurso, ultrapassando a Índia.  Não é a primeira vez que a nossa nação recebe um lançamento da plataforma — em novembro do ano passado, a função que cria catálogos para os usuários da versão corporativa do aplicativo debutou antes por aqui. 

Novo serviço, velhas ambições 

A empresa explica que o lançamento ocorrerá de forma gradual para os usuários, e que todas as operações financeiras ocorrerão via Facebook Pay. Assim, o usuário não terá retrabalho para inserir as informações bancárias quando o próprio Facebook e o Instagram tiverem essa função habilitada. Só usuários com o Facebook Pay habilitado poderão fazer transações e receber valores pelo novo serviço. 

Banco do Brasil, Nubank e Sicredi, por meio das redes Visa e Mastercard — em parceria com a Cielo — são as primeiras empresas anunciadas como parcerias do serviço, que permitirá aos usuários enviar até R$ 1000 por transação e receber 20 transações por dia, com um limite de R$ 5000 por mês.  

A plataforma comporta apenas transações feitas no Brasil e, para os casos de transferências, o sistema aceita apenas cartões com a função de débito. Não há taxas de pagamento para pessoas físicas, porém empresas que desejem integrar a solução de pagamento pagarão uma taxa por transação - 3,99%, caso os comércios queiram optar pela solução oferecida pela Cielo. 

O lançamento é o passo mais significativo dado pelo Facebook Inc. para rentabilizar o app de mensagens. Tendo desistido de ganhar dinheiro via anúncios, o serviço transformou seu modelo de negócios para focar no oferecimento de soluções para empresas de diversos portes, que já utilizam o aplicativo para intermediar o contato com clientes.  

Brasileiro quer ser digital 

A chegada da função de pagamentos ao WhatsApp ocorre em um momento no qual o brasileiro está utilizando mais soluções digitais de finanças e deseja incorporá-las ao maior número de ambientes possível, de acordo com dados de uma pesquisa divulgada nesta segunda-feira (15) pela Mastercard e realizada pela consultoria de pesquisa Kantar, com 508 brasileiros entre 26 e 30 de maio.

Do total de respondentes, 75% informaram o desejo de realizar pagamentos em tempo real, independentemente do provedor de serviços financeiros, enquanto 53% gostariam de efetuar essas transações via aplicativos de mensagens ou mídias sociais. 

Joao Pedro Paro Neto, presidente da Mastercard Brasil e Cone Sul, explicou em entrevista à Computerworld que o levantamento apresenta o perfil de um consumidor que deseja utilizar o pagamento em diversos momentos da vida — outro dado apontava que 70% dos pesquisados gostariam de pagar o transporte público com o celular — e que esse público está utilizando de forma crescente o pagamento com o cartão em meios não-presenciais. 

“Hoje, no Brasil, [o pagamento sem a presença do cartão físico] já ocupa mais ou menos em 1/3 das transações, quando se olha o total da indústria [...] estamos em uma direção na qual os pagamentos serão cada vez mais fáceis, democráticos e interoperáveis”, afirma. 

O executivo também explica que a migração para pagamentos digitais trará vantagens como um sistema mais avançado de segurança via tokenização (processo que usa criptografia para proteger os dados sensíveis dos usuários).

E, no futuro, essa tecnologia trará uma capacidade de análise que permitirá às operadoras de pagamento validarem uma operação de compra via comportamento do usuário no smartphone, sem a necessidade de que ele faça a parte operacional de inserir os dados do cartão. 

 “Essa vai ser a nossa nova realidade e ela virá em uma velocidade absurdamente alta. E as formas de pagamentos que não forem, vamos dizer assim, digitalizadas, e não tiverem todos os mecanismos de segurança necessários vão sofrer mais”. 

Tutorial: como habilitar o Facebook Pay? 

  • Em uma conversa, toque no ícone de anexo (o que lembra um clipe de papel) e escolha a opção Pagamento
  • Assim que você selecionar a opção e inserir um valor, aparecerá uma janela com a mensagem “Adicione sua forma de pagamento” 
  • Será pedido que você aceite os termos de serviço do WhatsApp; 
  • Após esse passo, você terá que criar um PIN (senha) de seis números. Essa combinação será pedida todas as vezes em que os pagamentos foram realizados, para confirmar a transação; 
  • A seguir, você terá que inserir os dados do cartão que deseja cadastrar para debitar os pagamentos. Lembrando que por enquanto só cartões Nubank , Banco do Brasil e Sicredi são válidos; 
  • O sistema pedirá para confirmar os dados para atrelá-lo à sua conta, via email, SMS ou app do banco; 
  • Com esse passo concluído, já é possível utilizar o WhatsApp Pay. 

Tutorial: como utilizar a ferramenta de pagamento do WhatsApp? 

  • Em uma conversa, toque no ícone de anexo (o que lembra um clipe de papel) e escolha a opção Pagamento; 
  • Coloque o valor que você deseja pagar e escolha o cartão que será utilizado (lembrando que, para transferências, só a opção de débito é válida); 
  • Toque em Pagar para confirmar a operação e insira o PIN de seis dígitos gerado pela Facebook Pay