Home  >  Negócios

TransferWise recebe autorização do Banco Central para atuar como corretora de câmbio

Com decisão, companhia poderá cortar pela metade os custos de transferência e expandir oferta de serviços no país, permitindo transferências para empresas

Da Redação

09/06/2020 às 10h00

Foto: Shutterstock

A startup britânica TransferWise, especializada na transferência on-line de valores, comunicou na última segunda (8) ter recebido autorização do Banco Central para operar como uma corretora de câmbio. No país desde 2016, até então a companhia atuava como correspondente cambial, operando em parceria com o MS Bank e Banco Rendimento

Com a licença, a companhia conseguirá operar de forma independente e conseguirá oferecer a mesma operação cobrando metade da taxa de serviço - do atual 1,5% do valor a ser transferido debitado, o percentual cairia para 0.74%. 

A empresa também poderá oferecer a possibilidade de envios entre pessoas físicas e jurídicas: atualmente, só é possível enviar valores entre contas físicas. 

Há a expectativa de que, com a licença, os negócios da companhia se ampliem de forma significativa dentro do país: mesmo atuando em parceria, o Brasil já é um dos cinco mercados prioritários da TransferWise, com um crescimento 57% maior do que a média dos países onde a empresa atua.  

Desde que abriu sua operação por aqui, a firma já movimentou mais de 26 bilhões reais entre o Brasil e o exterior 

Fundada pelos estonianos Kristo Käärmann e Taavet Hinrikus, a companhia é um dos unicórnios do Reino Unido e uma das fintechs privadas com maior valor de mercado da Europa. A marca terminou 2019 com lucro pelo terceiro ano, batendo 79 milhões de libras esterlinas e, em maio do ano passado, recebeu um aporte de US$ 292 milhões que posicionou seu valor de mercado em US$ 3,5 bilhões. 

*Com informações da Reuters