Home  >  Negócios

Para o Andreessen Horowitz, mercado de criptmoedas ainda é promissor

Famoso fundo de venture capital levantou recentemente US$ 515 milhões para investir em companhias do setor

Da Redação

06/05/2020 às 10h00

Foto: Shutterstock

Apesar de o mercado de moedas digitais já terem visto dias melhores (especialmente no último trimestre de 2017), não significa que o setor deixou de ser uma alternativa atraente para companhias reconhecidas do mercado. 

Um exemplo disso é o anúncio feito pelo Andreessen Horowitz, grupo  de investimento famoso por ter apostado em grandes companhias do Vale do Silício, como a Google. Em anúncio,  a empresa informou a arrecadação de US$ 515 milhões para um novo fundo dedicado às criptomoedas - o primeiro, levantado em junho de 2018, reuniu US$ 330 milhões. 

De acordo com Kathryn Haun, sócia do fundo e responsável por liderar as iniciativas do fundo no setor de criptos, o objetivo prioritário da companhia é utilizar o dinheiro para fomentar iniciativas dentro do mercado que pareçam mais promissoras. Porém, é possível que parte do montante seja gasto na compra de moedas digitais, dependendo do fluxo do mercado 

Além do investimento dentro de uma plataforma que, o setor acredita, cedo ou tarde será integrada ao fluxo de pagamento de todo o mundo, a empresa tem como interesse analisar as tecnologias desenvolvidas para essa área que podem  ser utilizadas com sucesso em outros setores, como o blockchain, além de toda a dinâmica de pagamentos descentralizados que esse sistema proporciona. 

 “A blockchain permite a criação de redes descentralizadas que assumem fortes compromissos - inseridos na arquitetura da própria rede - de como o controle e o dinheiro serão distribuídos entre os participantes da rede. "Não seja mau" é substituído por "não pode ser mau". Um exemplo disso são as redes de armazenamento em que a economia é compartilhada com a comunidade e as decisões de deformações são tomadas pelos membros da comunidade, em vez dos comitês corporativos”, explicar a companhia em comunicado 
 
“Após anos de pesquisa e desenvolvimento, estamos entusiasmados com o fato de que várias blockchains programáveis da próxima geração começarão a ser implementadas em um futuro próximo”, complementa.