Home  >  Negócios

Com solução que organiza inventário de TI, Venturus otimiza operações

Plataforma permite tomada de decisão melhorada e apoio às prioridades na gestão dos ativos de software vitais para os negócios

Da Redação

23/04/2020 às 18h00

Foto: Shutterstock

A Venturus, desenvolvedora de soluções de hardware e software para negócios, enfrentou por muito tempo grandes dificuldades para tentar – sem sucesso – realizar um inventário de TI a partir do uso de várias ferramentas que prometiam realizar esta tarefa, mas que nunca “saíram do papel”. Foram recursos – tempo e financeiros – desperdiçados durante quase 5 anos. Problemas de compatibilidade e administração de TI, sem qualquer possibilidade de extração de dados e relatórios, eram os principais. 

A maior parte das aplicações que a Venturus
experimentou deveriam coletar dados sobre o licenciamento de muitas
versões de ferramentas de código de diversos fabricantes nacionais e
internacionais, além dos sistemas operacionais Windows, Mac e Linux,
distribuídos por quase 400 estações de trabalho.  

“Pela característica do nosso negócio, o ambiente é altamente complexo, com mais de 19 mil versões diferentes de aplicações que precisam ser identificadas e catalogadas. Nenhuma ferramenta deu conta, até começarmos a usar o ManageEngine Desktop Central”, relata Ronye Pires, supervisor de TI da Venturus.  

Segundo Pires, até meados de 2019 a infraestrutura era mantida por empresas terceirizadas, que sempre prometiam, mas que nunca conseguiram implantar uma solução de controle de ativos. 

 “Depois de redefinir a estratégia para a área, a diretoria resolveu internalizar a TI e buscar no mercado uma ferramenta que realmente resolvesse o problema, realizando, de fato, o inventário do parque. Foi então que entramos em contato com a ACSoftware para a aquisição do ManageEngine Desktop Central. Para esta decisão, fizemos alguns testes e chegamos à conclusão que seria a solução certa. Conseguimos ver tudo o que existia no ambiente, com a extração de dados e relatórios desejados, coisa que nenhuma outra aplicação anteriormente possibilitou”, afirma ele. 

Visibilidade para estratégia de negócios pela TI 

 Com a nova ferramenta a situação mudou muito na Venturus, afirma Pires. “O Desktop Central nos permite tomar decisões mais estratégicas, com base nas informações que temos agora. Sabemos a idade média do nosso parque de TI e quais modelos de equipamentos e sistemas são mais utilizados. Podemos também medir, controlar e otimizar o uso de aplicações, coisa que não acontecia no passado. Na próxima fase do projeto vamos investir no uso de outros recursos do Desktop Central, como na execução de um plano para a criação de mais de 40 imagens distintas de sistemas operacionais e controle de dispositivos móveis”. 

O profissional também ressaltou que, após a implementação, a Venturus está em 100% em conformidade com as licenças e conseguiu automatizar os processos de formatação de equipamentos e instalação de softwares, possibilitando à equipe direcionar esforços para atividades de melhoria, alterando completamente a nossa forma de trabalhar.  

“Ainda estamos no primeiro ano de uso, mas com certeza já tivemos um ROI de mais de 100%."