Home  >  Negócios

Zoom contrata ex-chefe de segurança do Facebook para reforçar privacidade e segurança

Empresa toma atitudes contra fragilidades

Da Redação

13/04/2020 às 15h00

Foto: Shutterstock

O serviço de videoconferência Zoom contratou Alex Stamos, ex-chefe de segurança do Facebook, como consultor técnico e criou um conselho consultivo para melhorar a privacidade e a segurança do aplicativo de videoconferência que cresce rapidamente em meio a uma reação global.

A empresa está enfrentando críticas generalizadas de usuários preocupados com a falta de criptografia de ponta a ponta de sessões de reunião e “zoombombing”, onde pessoas desconhecidas ficam testando os códigos de links de acesso até entrar em alguma reunião que esteja acontecendo.

Governos de países como Taiwan e Alemanha impuseram restrições ao uso, enquanto a SpaceX de Elon Musk proibiu o aplicativo. No Brasil, a Anvisa também já recomendou a seus funcionários que não utilizem o serviço.

Providências

Para resolver as preocupações, a Zoom formou um Conselho CISO, que inclui os diretores de segurança da informação de empresas como HSBC, NTT Data, Procore e Ellie Mae, para discutir questões de privacidade, segurança e tecnologia.

Também criou um colegiado para aconselhar o presidente-executivo, Eric Yuan, em questões de privacidade. Os membros iniciais incluem chefes de segurança da VMware, Netflix, Uber e Electronic Arts.

Mas sem dúvida uma das principais medidas foi contratar Stamos, que cuidava da segurança da plataforma de mídia social do Facebook até sua partida em 2018. Atualmente, ele é professor-adjunto no Instituto Freeman-Spogli de Stanford.