Home  >  Negócios

Airbnb levanta US$ 1 bilhão com investidores para se manter estável durante pandemia

Fundos Silver Lake e Sixth garantiram a injeção de capital; durante crise, companhia já reduziu em 16% avaliação interna de valor de mercado

Da Redação

08/04/2020 às 13h00

Foto: Shutterstock

Assim como os demais negócios ligados ao setor de turismo, o Airbnb é uma das empresas afetadas pela expansão global do novo coronavírus
(Covid-19), com perda de receita por conta das desistências de reservas
causadas pela política de isolamento social instituída em diversos
países. 

Companhias terceiras que medem o número de reservas feitas na plataforma estimam uma queda de até 90% no número de quartos ou casas alugadas no curto prazo.

Por conta da situação atual, a companhia até reduziu em 16% a avaliação feita do seu valor de mercado, chegando a US$ 26 bilhões. 

Para manter as operações funcionando de forma estável, a companhia anunciou nesta segunda (6) ter captado US$ 1 bilhão em investimento privado das firmas Silver Lake e Sixth Street Partners

Os detalhes sobre formas de pagamento e percentual de participação que os fundos receberam da startup não foram divulgados. "Embora o ambiente atual seja claramente difícil para o setor de hospedagem, o desejo de viajar e ter experiências autênticas é fundamental e duradouro", disse em comunicado Egon Durban, co-diretor executivo de Silver Lake. 

Com o dinheiro, a companhia espera manter os negócios e intensificar esforços para trazer novos anfitriões à plataforma (como são chamadas as pessoas que alugam casas) e investir em experiências que aumentem o número de reservas de longo prazo. 

Em paralelo, a companhia está buscando auxiliar tanto os anfitriões que ficaram sem receita gerada por reservas (criando um fundo de US$ 250 milhões para pagar por cancelamentos feitos até 14 de março), além de ter criado um programa para hospedar profissionais de saúde que estejam trabalhando no enfrentamento do coronavírus. 

*Com informações do Financial Times