Home  >  Negócios

Airbnb oferecerá 100 mil acomodações para profissionais de saúde

Empresa atuará junto com governos e ongs para destinar os locais para regiões que estão trabalhando mais contra coronavírus

Da Redação

27/03/2020 às 8h00

Foto: Shutterstock

A startup de acomodações Airbnb anunciou nesta quinta-feira (26) que fornecerá “moradia grátis ou subsidiada” para 100 mil pessoas que estão na linha de frente do atendimento ao novo coronavírus (Covid-19). 

O foco inicial da assistência estará em profissionais da área de saúde, como médicos e enfermeiros. Os dois projetos-pilotos da iniciativa estão sendo realizadas na Espanha e Itália, países que estão passando por uma fase crítica de contágio da doença. 

Para oferecer sua casa, os anfitriões precisarão se inscrever na plataforma 'Open Homes', criada pelo Airbnb para casos de emergência. Quem não puder oferecer a acomodação de forma gratuita, deve comunicar à empresa, que arcará com os custos. 

A companhia trabalhará em conjunto com empresas, governo e organizações que estão atuando dentro da crise para oferecer o benefício aos profissionais em locais onde eles são mais necessários. Os locais que recepcionarem os profissionais de saúde passará por um protocolo especial de limpeza. 

Algumas das regras aprimoradas para ajudar a garantir a segurança incluem orientações de que deve haver um mínimo de 72 horas entre as estadias, além de manter um distanciamento social adequado entre os anfitriões e quaisquer convidados. A empresa lançou uma página apresentando mais detalhes sobre os cuidados. 

O Airbnb também divulgou um fundo estabelecido para aqueles que desejam fornecer suporte monetário, com 100% de todos os recursos destinados a organizações sem fins lucrativos que trabalham com alívio COVID-19.  

*Com informações do TechCrunch