Home  >  Negócios

ServiceNow lança apps de resposta a emergências para combate a coronavírus

Companhia disponibilizou quatro novas aplicações, voltadas para governos e empresas coletarem de forma rápida dados sobre a pandemia

Da Redação

24/03/2020 às 15h00

Foto: Divulgação

A companhia americana ServiceNow, focada em computação em nuvem, divulgou recentemente o lançamento de quatro aplicativos criados para ajudar governos e empresas a terem respostas mais rápidas a solicitações por conta da nova variação do coronavírus (Covid-19).  

Os produtos, que poderão ser acessados de forma gratuita para não-clientes até 30 de setembro, são os seguintes: 

  • Emergency Response Operations:  criado com base em um trabalho realizado entre a empresa e o Departamento de Saúde do estado de Washington, a solução automatiza a atribuição de função e a ativação de recursos durante o processo de planejamento de incidentes. Com ele, é possível que administradores possam gerenciar recursos de resposta a emergência, realizando atribuições e agendamentos de todas as pessoas envolvidas dentro do projeto. 
  • Emergency Outreach: durante uma crise, esse fluxo de trabalho usa a Now Platform para ajudar as companhias a se conectarem com empregados a fim de avaliar o impacto. Empregadores podem fazer contato via e-mail para passar informações e medidas de segurança, bem como solicitar uma resposta para confirmar a segurança e a localização dos empregados. Os empregadores também podem usar o Now Mobile App da ServiceNow para enviar notificações via dispositivo móvel para receber retorno dos empregados. 
  • Emergency Self Report: esse fluxo de trabalho ajuda um empregado a notificar seu empregador de que está em quarentena e quando voltará ao trabalho, além de fornecer suporte ao fluxo de trabalho do empregador. 
  • Emergency Exposure Management: quando uma companhia descobre que um empregado foi diagnosticado com uma doença, esse fluxo de trabalho a ajuda a identificar outras pessoas que podem ter sido expostas com base no histórico de reuniões e local de trabalho desse funcionário. 

“Nesta batalha para achatar a curva do COVID-19, nenhum de nós é mais eficiente do que todos nós [juntos]”, afirma Bill McDermott, presidente e CEO da ServiceNow.

“Esses aplicativos da ServiceNow permitirão o atendimento emergencial, a autonotificação e o gerenciamento de exposição, justamente o que as organizações precisam fazer imediatamente para ajudar as pessoas a passar por essa crise", complementa o executivo.

Todas as soluções podem ser acessadas no site da companhia.  

Internamente, a ServiceNow afirmou que todos os seus funcionários estão trabalhando remotamente desde o dia 11 de março e que a empresa doou US$ 100 mil à International Medical Corps e à CDC Foundation, para ajudar as organizações médicas no combate ao vírus.