Home  >  Segurança

Especialistas dão dicas para quem deseja limpar celular corretamente

Por chance de contágio do Covid-19, cresceu o interesse por conselhos sobre higienização do aparelho; dicas valem para notebooks e outros eletrônicos

Da Redação

20/03/2020 às 11h00

Foto: Shutterstock

Com o avanço dos casos de Covid-19, manter a higiene dos aparelhos é fundamental, pois uma das formas de contágio ocorre por meio de superfícies contaminadas. Pesquisas indicam que uma pessoa encosta no seu celular, em média, 2600 vezes ao dia. 

Fábio Faria, gerente de marketing da ASUS Brasil indica os passos que os usuários devem seguir para manter seus aparelhos higienizados. São esses:

  • Lavar as mãos com sabonete ou higienizá-las com álcool em gel; 
  • Desligar o aparelho; 
  • Retirar a capa do celular, se houver; 
  • Utilizar álcool isopropílico 70% em um pano macio e sem fiapos para limpar a tela, parte traseira e também a capa do aparelho. Não é recomendada a utilização de álcool em gel, cloro ou qualquer produto abrasivo para limpar o smartphone. 

Outra recomendação é evitar a utilização do smartphone em locais públicos e não levá-lo ao banheiro. Além do COVID-19, outras bactérias nocivas à saúde podem contaminar os aparelhos. 

Carlos Mumic, professor de Química do Colégio Positivo, recomenda que o processo de limpeza seja iniciado com a passagem de um pincel de maquiagem limpo sobre o aparelho, para remover partículas como grãos de poeira. E o uso de hastes flexíveis de algodão é recomendado para limpar os cantos mais difíceis.

Para os smartphones mais modernos, que são resistentes à água, Mumic recomenda que a higienização seja realizada com água fria e uma pequena quantidade de detergente neutro.

De acordo com os dois profissionais, os mesmos procedimentos são indicados para a higienização dos notebooks, tablets e similares.