Home  >  Sem Categoria

OLX Brasil adquire Grupo Zap em negócio de R$ 2,9 bilhões

Fusão tem como objetivo melhorar estratégia de vendas para pessoas físicas e jurídicas, além de melhorar a experiência do cliente

Da Redação

04/03/2020 às 8h00

Foto: Shutterstock

Legenda: Executivos OLX Rio de Janeiro – Brasil

A OLX Brasil (joint-venture das empresas Adevinta ASA e Prosus NV) anunciou na tarde desta terça (3) a compra de 100% das ações do Grupo ZAP, criado em 2017 a partir de uma fusão do marketplace de imóveis ZAP e a imobiliária Viva Real.  

A compra, que ainda precisa ser aprovada pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), será feita totalmente em dinheiro, por um valor avaliado em R$ 2,9 bilhões. Caso a superintendência do órgão aceite a fusão, ela deve ser completada no segundo semestre de 2020. 

Atualmente, o Grupo Zap conta com uma base de 12 milhões de anúncios de imóveis disponíveis para aluguel, criados por cerca de 40 mil imobiliárias e donos autônomos em seus sites, que receberam quase 340 milhões de visitas ao longo de 2019. 

Com a aquisição, a empresa espera posicionar de forma competitiva para oferecer anúncios tanto ao público consumidor como empresas. Ao unificar os serviços, a firma espera melhorar a experiência de uso de todos os serviços e ganhar participação de mercado com os dois perfis de compradores e locatários. 

De acordo com a companhia, outro fator levado em consideração para a compra foi o crescimento de publicidade on-line no Brasil: de acordo com dados da IAB, empresa especializada no setor, esse negócio levantou R$ 16 bilhões em 2018, sendo que 10% desse total foi direcionado aos classificados na web. Número que, de acordo com a percepção da OLX, deve aumentar nos próximos anos. 

A compra também modificou o negócio principal da OLX, conhecida por ser um local onde o público também pode fazer anúncios para vender objetos de seu interesse. Antes, o principal negócio da companhia estava em classificados de automóveis. 

“A OLX Brasil e o Grupo ZAP estão na vanguarda para ajudar os players do mercado imobiliário a se tornarem mais digitais", afirmou Andries Oudshoorn, CEO da OLX Brasil, em comunicado.

"A transação aumentará as capacidades do OLX Brasil para impulsionar a inovação e desenvolver uma experiência superior do cliente, tornando a compra, venda e aluguel de imóveis no Brasil muito mais segura, simples e eficiente”, resume.

*Com informações do Global Newswire,