Home  >  Plataformas

Como um ERP pode ajudar pequenas empresas?

Consolidar uma gestão orientada à tecnologia é uma alternativa acessível com ERP para pequenas empresas

Por Renato Halt*

27/02/2020 às 14h05

Foto: Shutterstock

Atualmente, a ideia de que somente companhias maiores têm a possibilidade de adotar um sistema de gestão empresarial está sendo desmistificada na prática. Cada vez mais, o mercado apresenta um aumento considerável de opções e alternativas compatíveis com a realidade operacional de profissionais em segmentos variados. É sempre pertinente lembrar que um dos preceitos básicos da Transformação Digital é o acesso democrático dessas soluções inovadoras.

No Brasil, o cenário mostra-se extremamente favorável. Segundo um levantamento recente realizado pelo Capterra, cerca de 44% das empresas nacionais de porte menor já possuem algum tipo de ERP como motor operacional.

É natural que líderes demonstrem certa hesitação em aderir à onda tecnológica, afinal, toda mudança exige um esforço maior por parte dos envolvidos. Nesse sentido, para elucidar o assunto e apontar motivações sólidas quanto à implantação do ERP para pequenas empresas, elaborei um artigo completo sobre o tema. Acompanhe.

Consolidando uma gestão orientada a dados

Um dos aditivos compartilhados pelas organizações é, sem dúvida, o fato das mesmas possuírem uma grande quantidade de informações à disposição. Como lidar com o armazenamento desse conteúdo de forma proveitosa e assertiva? A resposta para essa pergunta repousa na adesão consciente de um sistema de planejamento operacional automatizado, capaz de contemplar um mercado consumidor exigente e respaldado pela legislação.

Essa integração de dados não só promove um crescimento gradual da produtividade, como sustenta um terreno fértil para a aplicação de novas ideias e conceitos organizacionais. Administrar todos os principais processos em uma única plataforma digital melhora o fluxo de caixa, a visibilidade e consequentemente, reduz os custos de estoque.

Assertividade é palavra-chave

Quando falamos sobre ERP para pequenas empresas, é fundamental demonstrar os efeitos reais que a ferramenta pode ocasionar, sob a ótica de um custo-benefício inquestionável. Com a simplificação de atividades que antes exigiam a atenção de profissionais e tomavam seu tempo de forma concisa, as pessoas, fator mais valioso de qualquer cooperativa, terão disponibilidade para focar suas atenções em tarefas mais estratégicas e complexas.

Outro impacto relevante é a precisão concedida à tomada de decisão. Anteriormente, executivos utilizavam como parâmetro experiências passadas e a pura percepção do mercado para retomar escolhas decisivas. O uso analítico dos dados serve como referencial para projeções mercadológicas, maximizando os ganhos futuros.

Porta de entrada para o Compliance

Em 2020, com a chegada da Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), a ingressão cultural das companhias nacionais para uma cultura de Compliance ganhou um forte teor de urgência e necessidade. A nova legislação tem impacto direto em organizações de todos os tamanhos, e preservar a integridade dos dados é uma obrigação legal.

Contando com a estruturação de operações sob o controle de um software automatizado, a criação de uma mentalidade em harmonia com ideias de Compliance torna-se muito mais natural.

Espero que esse artigo tenha ajudado a deixar o assunto mais cristalino! Encontrar um ERP para pequenas empresas é muito mais fácil do que se imagina.

*Renato Halt é Diretor de Negócios na b2finance

Tags