Home  >  Negócios

Operadora Vodafone deixa Libra, projeto de criptomoeda do Facebook

Operadora britânica irá focar esforços no desenvolvimento da M-Pesa, serviço de pagamento digital da empresa

Da Redação

24/01/2020 às 10h00

Foto: Shutterstock

A companhia de telefonia Vodafone anunciou na terça que não faria mais parte da Calibra, coalizão criada pelo Facebook para a criação da criptomoeda Libra. No aviso de saída, a companhia não descartou a possibilidade de voltar a trabalhar com a companhia. 

Em comunicado, a Libra Association, companhia que coordena os esforços da Calibra, declarou que "A Associação continua o trabalho para alcançar uma implementação segura, transparente e amigável ao consumidor do sistema de pagamento Libra. ” 

A operadora afirmou que redirecionará a equipe e recursos destacados na Libra para o desenvolvimento da M-Pesa, serviço de pagamento digital da empresa. De acordo com o portal CoinDesk, a plataforma já opera em seis países na África. 

  • Leia na IT Trends: 

Prepare-se para estar no centro na sociedade 5.0 

Como a cultura digital afeta sua vida profissional 

Saídas e próximos passos 

Apesar de amigável, a partida da Vodafone reforça as desconfianças sobre um sucesso em potencial da criptomoeda do Facebook. No final de 2019 Paypal, Visa, Mastercard, Ebay e Mercado Pago foram algumas das empresas que deixaram o projeto

De acordo com relatos feitos na época, os principais motivos que levaram a desistência do projeto foram a falta de informações mais claras vindas do Facebook sobre o funcionamento prático da criptomoeda e também pela falta de regulações claras no setor, algo importante dentro do mercado financeiro. 

Órgãos do governo americano (onde fica a sede da empresa) estão pressionando o Facebook para obter mais informações sobre o funcionamento da moeda e como se dará seu uso tanto em mercados digitais como físicos.  

No início de janeiro, o Facebook anunciou a formação de um comitê técnico para supervisionar todo o andamento desse projeto, a fim de garantir “uma implementação segura, transparente e de fácil uso para os usuários do sistema de pagamento da Libra”, informou a empresa em mensagem. 

De acordo com o CoinDesk, a Libra se planeja para incluir novos membros dentro do seu quadro, sendo que os novos membros precisam ser aprovados por ao menos dois terços das empresas originais.  Atualmente, a lista de espera conta com 1,5 mil companhias