Home  >  Negócios

Startup Grow encerra operações em 14 cidades brasileiras em busca de reestruturação

Empresa de mobilidade urbana mantém operações apenas nas cidades do Rio de Janeiro, São Paulo e Curitiba

Da Redação

22/01/2020 às 18h00

Foto: Shutterstock

A startup de mobilidade urbana Grow, que oferece bicicletas e patinetes elétricos por aplicativo, anunciou nesta quarta-feira (22) que está reestruturando sua operação a fim de que "a companhia promova um ajuste operacional e continue prestando serviços de forma estável, eficiente e segura", informou em comunicado à imprensa.

Como reflexo desta reestruturação, a startup vai encerrar suas operações de patinetes em Belo Horizonte (MG), Brasília (DF), Campinas (SP), Florianópolis (SC), Goiânia (GO), Guarapari (ES), Porto Alegre (RS), Santos (SP), São Vicente (SP), São José dos Campos (SP), São José (SC), Torres (RS), Vitória (ES) e Vila Velha (ES). Segundo a Grow, as patinetes que estavam nessas cidades serão transferidas para as cidades que continuam a operação, no caso Rio de Janeiro, São Paulo e Curitiba.

Como reflexo dessa reestruturação, as bicicletas também estarão fora de serviço temporariamente. "Elas foram recolhidas das ruas para que sejam submetidas a um processo de checagem e verificação das condições de operação e segurança. A empresa está em busca de parcerias públicas e privadas para fortalecer e expandir sua operação", explicou.

O encerramento das operações nas 14 cidades também refletirá em demissões. Entretanto, a Grow não informou quantos colaboradores serão desligados, apenas que, em parceria com uma consultoria de RH, está buscando a recolocação dos colaboradores demitidos. “Agradecemos aos colaboradores que estiveram conosco e estamos buscando sua recolocação no mercado de trabalho. É importante ressaltar que todos terão resguardados os seus direitos trabalhistas”, ressaltou Jonathan Lewy, CEO da Grow.

“Planejar essa reestruturação nos colocou diante de decisões difíceis, porém necessárias para aperfeiçoar a oferta de nossos serviços e consolidar a nossa atuação na América Latina. O mercado da micromobilidade é fundamental para revolucionar a forma como as pessoas se locomovem nas cidades e continuamos acreditando que esse mercado tem espaço para crescer na região”, complementou Lewy.

A notícia da reestruturação da Grow acontece dias após a Lime, que também oferece patinetes elétricos por aplicativo, anunciar que está deixando a sua operação no Brasil e em mais cinco cidades da América Latina.