Home  >  Negócios

Visa anuncia compra da plataforma de finanças Plaid por US$ 5,3 bilhões

Como novo serviço, companhia quer aumentar participação dentro do setor de fintechs

Da Redação

14/01/2020 às 9h04

Foto: Shutterstock

A Visa anunciou na noite de segunda (13) a aquisição da americana Plaid, que também atua no ramo financeiro e foi fundada em 2012, na cidade de São Francisco. A compra que será efetuada em dinheiro e emissão de papéis, foi estipulada em US$ 5,3 bilhões e ainda precisa de validação dos órgãos regulatórios. 

A Plaid atua como uma espécie de plataforma onde os usuários, por meio do seu perfil, podem se conectar com serviços de fintechs como Transferwise, Venmo e Chime. Com esse funcionamento, o serviço tenta se apresentar como uma opção de uso mais fácil e segura para as pessoas.  

  • Leia na IT Trends 

Você está preparado para a era do foco no cliente? 

Prepare-se para estar no centro na sociedade 5.0 

No momento da sua aquisição, Plaid tinha parcerias com 2.600 aplicativos de fintechs, disponíveis em mais de 11.000 instituições financeiras. No que diz respeito à operação, a fintech tinha mais de 300 empregados e já havia analisado mais de US$ 10 bilhões em transações. 

De acordo com o comunicado compartilhado pela Visa, a Plaid é líder no mercado de conectividades dos serviços em grande escala, sendo utilizada por um em cada quatro usuários com conta bancária nos EUA.

Um aspecto importante, quando se pensa na familiaridade cada vez maior que as pessoas têm com o uso de smartphones para resolver pendências financeiras:  em 2019, 75% dos consumidores utilizaram os dispositivos para essa atividade, contra 18% em 2015, de acordo com estudo da EY. 

Novo mercado, mesmos objetivos 

De acordo com a bandeira, a aquisição irá posicioná-la de forma mais estratégia dentro do mundo das fintechs (já que a solução comprada funciona como um hub, interconectando negócios). Além de, com o auxílio da equipe da Plaid, desenvolver soluções que proporcionem novos modelos de negócio tanto nos EUA como globalmente. 

“A aquisição, combinada com nossos esforços em fintechs já em andamento, posiciona a Visa para agregar ainda mais valor aos desenvolvedores, instituições financeiras e consumidores”, disse Al Kelly, CEO e chairman da Visa.