Home  >  Segurança

O Windows 7 está morto: como permanecer seguro após a interrupção das atualizações

O sistema operacional sobreviveu por anos, mas chegou a hora do adeus

Brad Chacos, PC World (EUA)

14/01/2020 às 18h00

Foto: Shutterstock

O Windows 7 é um dos melhores produtos que a Microsoft já lançou. O tão adorado sistema operacional seduziu usuários que insultaram o decepcionante Windows Vista e permaneceu em um refúgio confortável durante a era sombria do Windows 8.

Ainda hoje, com o Windows 10 corrigindo os piores erros do Windows 8 e permanecendo como um excelente sistema operacional para desktop, uma legião de entusiastas de PCs continua preferindo o Windows 7. Por quê? Porque simplesmente funciona (ou funcionava). Nesta terça-feira, 14 de janeiro de 2020, a Microsoft encerra o suporte estendido do Windows 7. Sim, o Windows 7 está morto.

Seu PC continuará funcionando, é claro. A Microsoft não está literalmente desligando os dispositivos. Mas o Windows 7 não receberá mais atualizações ou patches de segurança, o que significa que o seu PC estará vulnerável a todos esses programas de malware ​​que ganham manchetes todos os dias. Se você continuar usando o Windows 7, estará por conta própria. Apesar de tudo isso, podemos ajudá-lo a permanecer o mais seguro possível.

Aderir ao Windows 7 não é uma opção

Sério: Afaste-se do Windows 7. Essa é a nossa recomendação. Aderir ao Windows 7 era compreensível antes; agora é uma questão de responsabilidade. Sem atualizações de segurança e uma participação de mercado ainda vasta, o sistema operacional da Microsoft será um alvo grande e interessante para hackers. Recomendamos migrar para o Windows 10, se você puder.

Caso você execute apenas tarefas básicas no seu PC - e-mail, navegação na web e documentos -, o Linux é uma opção viável e fácil de usar. Provavelmente, você ainda pode atualizar para o Windows 10 gratuitamente também. Se você precisar esperar um pouco antes de mudar o sistema operacional, veja como manter o Windows 7 o mais seguro possível.

Não use o Internet Explorer

Muitos malwares são entregues por meio das vulnerabilidades do navegador, e muitos deles serão direcionados para o Windows 7, agora que está aberto a ataques. Você definitivamente não deseja executar um navegador não seguro em um sistema operacional não seguro. Os outros principais fornecedores de navegadores continuarão a oferecer suporte ao Windows 7. O Chrome do Google é popular, mas o Opera venceu a nossa comparação de navegadores da Web. O Firefox também é ótimo (lembre-se de atualizar o Firefox para evitar vulnerabilidades recentemente reveladas). Mude para um deles - qualquer um - e se certifique de ativar as atualizações automáticas para manter essas lacunas reduzidas. Essa deve ser a prioridade máxima.

Escolha seu software com sabedoria

Verifique se o software que você está usando ainda suporta o Windows 7, para que eventuais falhas de segurança ainda sejam corrigidas. Após as vulnerabilidades do navegador, os documentos do Office são outro vetor de ataque frequente. Se você ainda estiver usando o Office 2007, pare - o suporte terminou anos atrás. O Office 2010 continuará recebendo atualizações de segurança até 13 de outubro, para que você tenha um pouco de tempo até lá.

A Microsoft continuará realmente a oferecer suporte ao Office 2010 pelos próximos três anos (até janeiro de 2023) se você assinar o Office 365. Se isso não estiver no seu orçamento, há alternativas gratuitas do Microsoft Office, como o LibreOffice e o Google Docs. Java, Flash e Adobe Reader também costumam ser segmentados, por isso, verifique se estão atualizados caso você realmente precise deles. Consegui viver a minha vida on-line surpreendentemente bem sem eles há sete anos e é ainda mais fácil de fazer isso hoje - embora seja difícil substituir alguns dos recursos mais interessantes do Reader.

Audite todo o software instalado, incluindo plug-ins de navegador. Se você não usar, descarte. Muitos programas independentes oferecem uma opção para atualizar automaticamente para versões mais recentes conforme são lançados. Ative.

Instale um antivírus

O antivírus gratuito que a Microsoft oferece aos usuários do Windows funciona muito bem para a maioria, mas não receberá atualizações com o fim do Windows 7. Sim, o Windows Security Essentials também está morto. Agora que o seu sistema operacional não receberá patches de segurança, é ainda mais importante criar a proteção para o seu PC. A versão expirada da McAfee que acompanha o seu computador não será suficiente. A maioria dos pacotes de segurança continuará a oferecer suporte ao Windows 7 por um tempo. Embora você possa reunir um arsenal de ferramentas de segurança gratuitas, recomendamos a compra de uma versão premium se você ainda estiver rodando o Windows 7. Os modernos pacotes de segurança fazem muito mais que o antivírus sozinho, protegendo-o contra phishing, anúncios maliciosos, ataques de navegador e e-mail. Hoje, o Norton Security Premium é a melhor escolha para a maioria das pessoas, mas você tem outras opções. Certifique-se de verificar o ciclo de suporte do Windows 7 do software escolhido antes de comprar.

Dica profissional

Os hackers não conseguem invadir o que não podem alcançar. Siga esta dica do nosso antigo manual de segurança do Windows XP: "Quando o [Windows 7] parar de ser corrigido, se possível, continue usando uma conta Standard para as suas atividades diárias. Use uma conta de administrador para criar o login bloqueado e colocar nele o software de que você precisa - mantendo os nossos conselhos anteriores sobre o programa. Permaneça na conta do administrador apenas pelo tempo necessário para concluir a instalação.”

Você pode ir ainda mais longe. Se o seu computador com Windows 7 não precisar se conectar à Internet, desconecte-o fisicamente da Internet. Puxe o plugue ethernet para fora ou desative o Wi-Fi. Como alternativa, se você precisar apenas do suporte legado do Windows 7 para um ou dois programas, poderá executar o Windows 7 em uma máquina virtual em um sistema operacional moderno e compatível, seja o Windows 10 ou algum Linux. (Novamente, sair do Windows 7 deve ser o objetivo.)

Se a máquina virtual for comprometida, você pode simplesmente limpá-la e reiniciá-la, sem prejudicar a sua instalação principal. Verifique se você está fazendo backup dos dados do Windows 7.

Mesmo com todas essas precauções, o seu PC pode ficar com problemas se você permitir a entrada de malware. Use práticas de navegação segura para evitar ser enganado em downloads por tentativas de phishing, e-mails maliciosos, atualizações falsas e avisos de erro.

Faça planos para seguir em frente

O Windows 7 foi ótimo enquanto durou, mas agora ele se foi. Embora essas dicas o ajudem a continuar usando o sistema operacional por mais tempo, a execução de um sistema operacional não seguro no mundo hiperconectado de hoje pode causar problemas.

Comece a pensar em outras opções, seja uma distribuição gratuita do Linux, tentar uma atualização gratuita do Windows 10 ou comprar um novo laptop Chromebook ou Windows. Quando o próximo bug catastrófico surgir, você não vai querer ser deixado de lado. Tenha cuidado.