Home  >  Inovação

Em breve, Austrália deve implementar rede nacional de blockchain

Proposta do departamento de Indústria, Inovação e Ciência é utilizar tecnologia para aumentar transparência nos setores de agricultura e alimentos

Da Redação

14/01/2020 às 14h00

Foto: Shutterstock

A Austrália está se preparando para implementar uma rede blockchain responsável por garantir a transparência dos negócios realizados dentro do mercado de agricultura e produção de alimentos. 

Em dezembro, o Departamento de Indústria, Inovação e Ciência enviou ao órgão regulador da Austrália um pedido para implementar a tecnologia dentro desse mercado por conta da possibilidade de fraudes que podem ocorrer em alguma etapa do processo 

"O processo de cultivo, produção, fabricação e transporte de mercadorias é complexo, com muitos participantes diferentes envolvidos no processo", informou a empresa no documento publicado.  Segundo o departamento, as fraudes em alimentos e vinhos foram estimadas em mais de AU$ 1,68 bilhão (cerca de US$ 1,16 bilhão). 

Leia na IT Trends 

Transformação digital: adapte-se com estas cinco dicas 

Como a cultura digital afeta sua vida profissional 

Em paralelo, o departamento de Indústria, Inovação e Ciência também está produzindo um Roteiro Nacional de Blockchain que seria usdo para destacar as oportunidades da ferramenta em vários setores da economia, como indústria, academia e governo. 

Projeto em espera 

Essa não é a primeira iniciativa do país para a implementação do blockchain: em 2017, a Standards Australia (órgão responsável pela qualidade dos processos estabelecidos pelo governo australiano) publicou um roteiro para o uso da tecnologia, determinando no momento em que o setor deveria primeiro desenvolver padrões de terminologia blockchain e DLT como um meio para esclarecer definições no setor e definir uma plataforma para o desenvolvimento de outros padrões relacionados. 

Porém, o plano acabou deixado de lado pela gestão, que acredita que o uso da tecnologia ainda estaria muito incipiente. O roteiro atual, produzido para o uso no campo, deve ser finalizado e entregue para aprovação nos próximos meses. 

Tags