Home  >  Negócios

Rappi anuncia reestruturação global e deve demitir 150 pessoas no Brasil

Companhia irá redirecionar custos para fortalecer equipes consideradas prioritárias

Da Redação

13/01/2020 às 12h00

Foto: Shutterstock

A startup colombiana de entregas Rappi emitiu um comunicado na quinta (8) informando que irá realizar uma estruturação interna e, por isso, irá realizar cortes em todas as operações presentes na América Latina, que atualmente conta com cerca de 5 mil funcionários. No Brasil, esse número deve alcançar 150 pessoas. 

Segundo a companhia, o movimento foi pensado para concentrar os esforços de operação e contratação em áreas-chave para o crescimento do negócio. 

“Em 2020, a Rappi decidiu investir no seu time de tecnologia e na experiência do usuário. Com o objetivo de alcançar sua visão, a empresa optou por reduzir algumas áreas e ampliar outras para atingir seus planos e aprimorar cada vez mais a experiência dos seus usuários”, afirmou a companhia em comunicado. 

No mesmo anúncio, a companhia reforçou que continuará com o seu plano de expansão e aponta o Brasil como um dos principais mercados da empresa. 

Em maio, o banco japonês SoftBank realizou um investimento de US$ 1 bilhão na companhia, que em outros países fornece a clientes serviços como agendamento de viagens e abertura de serviços financeiros. 

 Inserida dentro de um setor altamente competitivo, a empresa ainda não conseguiu abrir liderança necessária dentro do mercado. Para os próximos meses, a Rappi afirmou que irá investir em tecnologia e experiência do usuário, como forma de tentar se diferenciar das demais. 

*Com informações do Canaltech 

Tags