Home  >  Negócios

Parceria com PayPal expande uso do Mercado Pago para clientes no Brasil e México

Com acordo, plataformas de pagamentos de ambos os serviços estarão disponíveis em plataformas de comércio em que um deles seja compatível

Da Redação

03/01/2020 às 18h00

Foto: Shutterstock

PayPal e Mercado Livre anunciaram na última segunda (30) um acordo no qual clientes de ambas as marcas terão acesso a um checkout de compra unificado, ampliando as possibilidades de transação tanto para o e-commerce argentino como para a empresa americana. 

A parceria é a continuidade de um processo de aproximação de negócios entre as marcas. Em março de 2019, a PayPal se comprometeu a investir 750 milhões de dólares no Mercado Livre por meio de uma oferta de ações. 

Em uma postagem feita na rede social LinkedIn, Dan Schulman, Presidente e CEO da Paypal, explicou como a junção de serviços irá funcionar na prática. Enquanto a carteira digital da PayPal, utilizada por mais de 300 milhões de pessoas no Brasil e no México, será adicionada dentro do Mercado Pago e Mercado Livre como opção de pagamento, os 48 milhões de usuários do Mercado Pago nos dois países poderão usar a solução para comprar produtos ou serviços de lojas que aceitem o PayPal como pagamento em todo o mundo. 

 Além dessa combinação, Schulman também informou que a PayPal irá expandir a Xoom,  o provedor de transferência ou remessa de recursos da plataforma, para o Mercado Pago, permitindo que os clientes usem a ferramenta dentro da plataforma para também realizarem remessas. 

“[...] queremos ajudar as empresas a competir globalmente e oferecer soluções financeiras inovadoras para ajudar as pessoas que não são atendidas pelo sistema financeiro tradicional”, afirmou o CEO. Mesmo com a parceria, as duas empresas ainda operarão de forma autônoma. 

Setor em expansão 

Para o Mercado Pago, a parceria tem como objetivo aumentar sua penetração em um mercado que já se mostra em ascensão na companhia. No comunicado de divulgação do acordo, a empresa informou ter transacionado US$ 7,6 bilhões por meio do Mercado Pago no terceiro trimestre de 2019, crescimento ano a ano de 66,2%. 

Já o volume de pagamentos feitos fora do Mercado Livre somou 4 bilhões de dólares, alta de 140,4% ano a ano e superando pela primeira vez num trimestre o movimento dentro da plataforma de comércio eletrônico. 

O setor de carteiras digitais está em franca expansão no Brasil devido ao uso mais fácil e simples que os usuários realizam dentro de aplicativos. Apenas no último trimestre, foram realizadas parcerias entre empresas como Ame, Cielo e próprio Mercado Pago para o aumento da abrangência desse tipo de solução em compras físicas. Isso, sem falar na criação de novas marcas: como a Peixe Pay, carteira digital do Peixe Urbano.  

De acordo com executivos do setor ouvidos pela Reuters, a estimativa é de que existam pelo menos 50 milhões de contas de pagamentos já tenham sido abertas no Brasil, muitas por instituições que têm banco no nome, mas com licença de instituição de pagamentos ou em parceria com eles. 

*Com informações da Reuters e O Globo