Home  >  Negócios

Mercado de e-commerce deve crescer mais de 20% em toda a América Latina

De acordo com empresa de logística DHL, Brasil e México serão os responsáveis por impulsionar crescimento

Da Redação

27/12/2019 às 18h00

Foto: Shutterstock

O setor de e-commerce continuará crescendo firme e forte dentro da América Latina. Pelo menos, essa é a percepção da companhia de logística DHL, que estima um crescimento de 22% no setor até o início de 2021. 

E o Brasil terá um importante papel nesse cenário: segundo os estudos, o país deve contar com um aumento de 17% na venda de itens via comércio eletrônico. Na região, o percentual do nosso país será superado apenas pelo México, que deve representar 25% de impulso durante o período. 

Países como Colômbia, Argentina e Chile, considerados mercados de médio porte, terão um crescimento considerado médio, enquanto países da América Central e do Caribe serão os que possuem o menor crescimento. 

De acordo com a pesquisa, o uso de mídias sociais será crítico para influenciar na decisão de compra, seja por consumir conteúdo vindo de influenciadores ou mesmo por ações de marketing digital, como remargeting. 

Os desafios continuam os mesmos: para a DHL, questões como demora dentro do processo aduaneiro e infraestrutura precária são fatores que prejudicam o aumento do mercado de negócios web. 

"O setor ainda está relativamente em desenvolvimento na região, então ainda há espaço para os varejistas estabelecerem uma base e para os operadores de logística apoiá-los através da construção de cadeias de suprimentos para o comércio eletrônico eficiente", afirma Matthias Heutger, chefe global de inovação e desenvolvimento comercial na DHL. 

*Com informações do ZD Net  

Tags