Home  >  Inovação

Qualcomm e Siemens testam primeira rede 5G privada em ambiente industrial

Testes, que usaram a faixa de 3,7-3,8 GHz, foram iniciados no Siemens Automotive Test Center, na Alemanha

Da Redação

28/11/2019 às 16h02

Foto: Shutterstock

A Qualcomm e a Siemens iniciaram na última terça-feira (28) uma prova de conceito na Alemanha, demonstrando a primeira rede privada 5G autônoma em um ambiente industrial real. Segundo a Qualcomm, os testes estão sendo feitos no Siemens Automotive Test Center, em Nuremberg, usando a faixa de 3,7-3,8 GHz.

Para a parceria, a Qualcomm está fornecendo a rede de teste 5G e os dispositivos industriais 5G que funcionam com base nas tecnologias da empresa. Já a Siemens é responsável pela disponibilização dos dispositivos industriais finais, incluindo veículos autônomos. A prova de conceito permitirá que as empresas testem tecnologias, resolvam problemas e apresentem soluções para ambientes industriais.

"A combinação dos nossos recursos de conectividade 5G com o profundo conhecimento da indústria da Siemens nos ajudará a implantar tecnologias, refinar soluções e trabalhar para tornar o futuro industrial inteligente uma realidade", declarou Enrico Salvatori, vice-presidente sênior da Qualcomm Europe.

Para Eckard Eberle, CEO da Process Automation da Siemens, o 5G Industrial é a porta de entrada para uma rede sem fio que atenda a produção, manutenção e logística.

"Altas taxas de dados, transmissão ultra-confiável e latências extremamente baixas permitirão aumentos significativos em eficiência e flexibilidade no valor agregado industrial", explicou.

Ao longo da pesquisa, as soluções industriais atualmente disponíveis, como OPC UA e Profinet, serão testadas e avaliadas - tecnologias que requerem uma rede privada 5G para funcionar.

Na Alemanha, as redes privadas podem usar o espectro de banda larga local de 3,7 a 3,8 GHz, reservado para uso industrial em implantações locais. Essas redes privadas permitem que sites industriais controlem e gerenciem as suas próprias redes, permitindo alta confiabilidade, baixa latência e capacidade de reconfigurar a rede para atender novas necessidades.

“Estamos extremamente satisfeitos por ter essa colaboração com a Qualcomm Technologies, para que possamos impulsionar o desenvolvimento e a implementação técnica de redes 5G privadas no setor industrial. Nossas décadas de experiência em comunicação industrial e a nossa vivência no setor, combinadas com o know-how da Qualcomm Technologies, estão abrindo caminho para redes sem fio para a indústria do futuro”, concluiu Eberle.