Home  >  Negócios

Ericsson vai investir R$ 1 bilhão para desenvolver tecnologias 5G no Brasil

O anúncio, feito após reunião com o presidente Bolsonaro, e deve se concentrar na criação de uma linha de montagem para produtos com a nova tecnologia

Da Redação

26/11/2019 às 12h00

Foto: Shutterstock

A Ericsson, fabricante sueca de equipamentos de telecomunicações, planeja investir R$ 1 bilhão no Brasil nos próximos 5 anos, com o objetivo de ampliar sua fábrica em São José dos Campos e desenvolver uma linha de montagem dedicada aos produtos 5G. 

De acordo com a Reuters, o anúncio do investimento foi realizado nesta segunda (25) por Eduardo Ricotta, presidente da Ericsson Latam South, após reunião com o presidente Jair Bolsonaro.  

A ideia é que os trabalhos se iniciem a toque de caixa: a empresa já espera ter linha de montagem funcionando a partir do terceiro trimestre de 2020 — época em que o leilão das frequências para o 5G deve ser realizado. Para viabilizar a produção da linha, a empresa prevê gastos na ordem de R$ 200 milhões. 

O anúncio foi feito três meses após a Huawei — que tem forte presença no cenário de telecomunicações — anunciar o investimento de US$ 800 milhões em uma nova planta no estado de São Paulo. 

Expectativas para o 5G 

Para a fabricante sueca, o melhor cenário econômico seria a realização do leilão ainda no próximo ano: caso a data seja postergada para 2021, a Ericsson estima perdas de 25 bilhões de reais aos cofres públicos entre 2021 e 2025, segundo relatório divulgado no começo de outubro, por motivos como impostos, celulares e investimentos que não serão efetuados.  

Em geral, a empresa estima que a implantação do 5G no Brasil deverá gerar 10 bilhões de reais em investimentos diretos e abertura de mais de 200 mil vagas de trabalho em todo o país, segundo o levantamento. 

Em seu relatório de mobilidade divulgado nesta segunda-feira, a Ericsson projeta que o 5G cobrirá 65% da população mundial até 2025, atingindo 2,6 bilhões de assinaturas.