Home  >  Negócios

Em entrevista a Marc Benioff, Tim Cook fala sobre inovação, valores e Steve Jobs

CEO da Apple participou do Dreamforce 2019, reforçando parceria estratégica com a gigante de CRM

Carla Matsu*

20/11/2019 às 0h51

Foto: Divulgação Salesforce

Tim Cook, CEO da Apple, raramente concede entrevistas ou participa de eventos para além dos limites geográficos do Apple Park, nome dado ao gigantesco campus que a companhia ocupa em Cupertino, no Vale do Silício. Logo, sua participação nesta terça-feira (19) em uma espécie de talk show com o co-CEO da Salesforce, Marc Benioff, durante o Dreamforce 2019, chamou a atenção das milhares de pessoas que atendem a conferência anual. Tentar ver Cook e ouvi-lo de perto nesta terça causou uma fila a se perder de vista nos arredores do Yerba Buena Center for the Arts, em San Francisco, onde ele se apresentou.

Parte deste fascínio que a Apple conseguiu criar entre seus consumidores e a marca da Maçã sustenta um dos pilares de como a companhia se tornou uma das mais valiosas do mundo. E, segundo Cook, o segredo da Apple não está em grandes revoluções. "Muitos acreditam que inovação está na mudança”, pontuou calmamente para Benioff. "Mas nossas companhias reconheceram que não é só sobre mudança, mas como fazer melhor. E isso exige uma profundidade de pensamento que vai além de apenas mudar alguma coisa. Esse é o segredo da Apple”, complementou incentivado por Benioff que diz confiar apenas no iPhone para o seu trabalho no dia a dia. "Eu nem tenho mais um computador. Eu não preciso de um. O iPhone realmente se tornou a extensão do meu escritório onde eu estiver”, disse.

Apesar de sugerir que a Apple busca trabalhar em um volume reduzido de coisas para “fazer os melhores produtos do mundo”, como defendeu Cook, a gigante de tecnologia tem mostrado uma diversificação sem precedentes em seu catálogo. Além de iPhones, iPads, iMacs e MacBooks, a companhia lançou em um passado recente fones de ouvido, ou melhor AirPods, um serviço de streaming, o Apple TV+, e seu alto-falante inteligente, o HomePod.

Além disso, um dos grandes esforços da companhia nos últimos anos reside em parcerias no mercado corporativo. A visita de Cook ao Dreamforce vem para reforçar o anúncio dos resultados da parceria com a Salesforce iniciado no final do ano passado. Nesta edição, a gigante de CRM anunciou uma nova versão de seu app móvel exclusiva para iOS e um SDK móvel para iOS. Sem previsão de levar um aplicativo atualizado - e otimizado - para Android, a parceria estratégica, por exemplo, poderia muito bem influenciar na decisão de times de vendas e seus gestores de TI - usuários Salesforce - darem prioridade aos aparelhos da Apple.

É possível escalar sendo sustentável?

Cook reforçou também as iniciativas da Apple em se tornar uma empresa que, segundo o executivo, busca deixar o “mundo melhor do que quando encontrou”. Na prática, são esforços da Apple para tornar-se uma empresa que utiliza 100% de energia renovável em toda sua operação global, que vai desde as lojas a seus data centers. Segundo Cook, a companhia busca também se certificar das iniciativas renováveis de seus fornecedores. "As pessoas nos disseram que seria impossível operar a Apple com energia 100% renovável", disse Cook.

A Apple tem como meta um programa de reciclagem que dispensaria extrair minerais para a fabricação de novos aparelhos. De acordo com a companhia, o iPhone e as baterias já são fabricados com peças recicladas. Esse tipo de ação, diz Cook, visa também mostrar às outras empresas que a sustentabilidade pode ser usada como pilar e valor do negócio.

Benioff também perguntou ao CEO da Apple sobre sua relação com Steve Jobs. Cook disse que a amizade com o fundador da fabricante é o que ele mais sente falta. "Eu realmente penso nas coisas simples que ele fez. Todos os dias, ele deixava o escritório antes de mim, mas ele sempre passava pelo meu escritório antes e compartilhava observações do dia. São as coisas simples assim, a amizade, que eu guardo”. Cook lembrou que o palco em que ele se encontrava na tarde desta terça foi o mesmo que Jobs tantas vezes usou para anunciar produtos e como ele conseguia sair do roteiro das apresentações "como ninguém”. "Eu posso sentir sua presença aqui, toda vez que eu venho".

*Jornalista viajou a San Francisco a convite da Salesforce